Fernando Santos, o seleccionador nacional, é um dos sócios, e até já foi director do clube cuja marcha, no ano passado, ficou em segundo lugar no concurso das marchas de Lisboa.

O Sporting Clube de Penha (SCP) tem estes dois trunfos para mostrar que as colectividades de Lisboa viveram tempos gloriosos, e continuam a marcar pontos. O treinador das Quinas foi já homenageado pelo clube, até porque o pai dele também foi presidente deste Sporting da Penha, e noutro mandato, da Assembleia Geral. Nas marchas, o SCP tem sempre tentado inovar, apesar das críticas, e modernizar o espectáculo. Graças a isso, nunca estiveram muito abaixo na tabela de classificação.