Das antigas freguesias de Campo Grande, Alvalade e São João de Brito, nasceu em 2013 uma nova união. A Freguesia de Alvalade tem uma área de 5,34 km2, na qual habitam mais de 31 mil pessoas.

Contudo, é visitada e frequentada por muitos mais lisboetas, e não só, principalmente devido ao facto de acolher a Cidade Universitária, na qual milhares de estudantes frequentam todos os dias os seus cursos nas mais variadas faculdades.

Segundo a informação disponível, até metade do século XX, a zona de Alvalade era local de recreio e desporto, com campos, quintas e hortas.

Só em 1885 é que passou a integrar o concelho de Lisboa em 1885. Em 1959, a zona divide-se pelas freguesias de Campo Grande, de Alvalade e de São João de Brito.

Ao longo do século XX, vários projetos marcaram a freguesia, com a construção do Bairro de Alvalade, da Avenida de Roma e a Avenida Estados Unidos da América.

A freguesia de Alvalade alberga alguns dos equipamentos ligados à cultura mais importantes da cidade.

São os casos da Biblioteca Nacional, a Torre do Tombo, a Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, o Teatro Municipal Maria Matos ou o Museu Bordalo Pinheiro.

É também nesta freguesia, que se podem encontrar grandes espaços verdes como o Parque José Gomes Ferreira ou o Jardim do Campo Grande.

Destaque ainda para a saúde: o Hospital de Santa Maria, o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa e o Instituto Português do Sangue e Transplantação estão situados na Freguesia de Alvalade.

Outras informações

 

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.