Seria bom, naturalmente, que as marchas pudessem ter mais subsídios do que actualmente. Até porque já desceram três mil euros, devido ao período de austeridade.

Por isso, recorda Carlos Santos, presidente do Grupo de Pesca e Desporto de Santa Maria dos Olivais e responsável pela marcha, estas já fizeram uma petição para que houvesse uma actualização dos valores.

Afinal, “o IVA subiu, os materiais encareceram, o tempo das marchas do arquinho e do balão acabou e se querem mais qualidade isso custa dinheiro”. Até porque os materiais são mais leves (e dispendiosos), as costureiras cobram mais e o mesmo se pode dizer relativamente aos coreógrafos.

NR:  A Câmara Municipal de Lisboa actualizou (posteriormente a estas declarações)  o subsidio de 27.000 € para os 30.000 €, a todas as coletividades participantes no concurso de Marchas Populares de Lisboa.

Sagres – Patrocinador Principal “Olhares de Lisboa – Marchas de Lisboa 2017”