A Freguesia de Santa Maria Maior vai ver nascer um circuito de cinco corridas e caminhadas, justamente no centro histórico de Lisboa.

Este foi um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo de Lisboa 2017 e cujo o valor de concretização está orçado em 60 mil euros.

Segundo os proponentes, “a obesidade e sedentarismo são uma das principais doenças do século XXI”. Desta forma, “com esta atividade pretendemos mobilizar a população de Lisboa à prática da atividade física regular e na criação de hábitos de vida mais saudáveis”.

A centro Histórico da cidade prende-se com uma maior concentração de uma população mais envelhecida “que necessita motivação para se mexer”.

O circuito será de utilização gratuita e destina-se em particular a atletas amadores que encaram a atividade física como forma de lazer.

Os responsáveis pela proposta vencedora defendem também que o circuito deverá ser utilizado como espaço de competição para os clubes e coletividades lisboetas, tendo por fim a criação do troféu amador da cidade de Lisboa de corridas de rua.

“Seria importante a cidade ter uma oferta de corridas gratuitas para a população e clubes da cidade. O fenómeno das corridas é muito mais que um negocio é uma forma de promover a atividade física e hábitos de vida saudável junto da população”, adiantam os proponentes.

E acrescentam: “não queremos falsas corridas gratuitas, a inscrição não pode implicar um pagamento e deve garantir que os participantes recebem (dorsal, chip para controlo de tempo, água, classificação geral e por equipas, seguro, t-shirt ou medalha e troféus para os vencedores).