Os 200 anos da independência da Colômbia foram comemorados em Lisboa com o descerramento de uma placa toponímica desta República sul-americana, na zona norte do Parque das Nações, numa cerimónia presidida por Fernando Medina.Este acto é uma homenagem ao povo Colombiano que no dia 19 julho, celebrou os 200 anos da sua independência”, afirmou Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a cerimónia de descerramento da placa toponímica comemorativa desta efeméride histórica.

Numa referência ao local, onde está a placa toponímica, Fernando Medina defendeu que este é um “local que foi recuperado para a cidade, como um espaço de abertura da cidade de Lisboa ao mundo”.

“Este ano assinalamos os 200 anos da implantação da República da Colômbia e a Câmara Municipal de Lisboa teve a honra de ostentar o nome do nosso país, numa das zonas mais modernas e futuristas e cosmopolitas da cidade de Lisboa – o Parque das Nações”, referiu a embaixadora da Colômbia em Portugal Maria Elvira Pombo Holguín.

“A inauguração desta sinalização é um gesto de aproximação entre os povos, entre cidades, autarquias e organismos de gestão local. Espero que os colombianos que nos visitam possam encontrar, em breve, no Parque das Nações não apenas estas placas toponímicas, mas, também, referencias às suas origens”, afirmou Mário Patrício, presidente da Junta de Freguesia do Parque das Nações.

Nesta cerimónia de inauguração da rotunda República da Colômbia estiveram presentes o presidente da câmara de Lisboa, a embaixadora da Colômbia e o presidente da Junta de Freguesia do Parque das Nações, assim como vários embaixadores de outros países acreditados em Lisboa.

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.