CÂMARA DE LISBOA JUNTA-SE À DELTA CAFÉS PARA SENSIBILIZAR PARA OS RISCOS GEOLÓGICOS

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) lançou uma campanha de sensibilização, em parceria com a Delta Cafés, para a prevenção e pedagogia sobre os riscos de origem geológica. Durante seis meses, e na região de Lisboa, os pacotes de café que acompanham os cafés da Delta vão apresentar 10 mensagens diferentes sobre inundações, sismos, tsunamis, deslizamentos de vertentes e riscos geotécnicos.


Nestes pacotes de açúcar vão ser também incluídos Códigos QR que permitem descarregar a aplicação AGEO e obter informação acerca do modo como podem ser reportados riscos e enviados alertas. De acordo com a CML, em nota de imprensa, esta campanha enquadra-se no Projeto AGEO – Plataforma Atlântica para a gestão do risco geológico, tendo sido desenvolvida pela Equipa de Projeto ReSist, integrada no pelouro do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa.

Esta equipa tem a missão de monitorizar e implementar o Programa ReSist, o programa municipal de promoção da resiliência sísmica do parque edificado privado e municipal, e ainda das infraestruturas urbanas municipais. Este programa define um conjunto de 47 ações que visam a promoção da resiliência sísmica da Cidade de Lisboa, indo ao encontro do compromisso assumido por esta autarquia, com a implementação do Objetivo 11 da ONU, focado em tornar as comunidades inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis.

Já o Projeto AGEO, consiste no desenvolvimento de um Observatório de Cidadãos, visando a capacitação das populações para a identificação de situações de risco, permitindo-as ter um papel ativo na otimização da resposta face a possíveis catástrofes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here