Domingo, Julho 12, 2020
Inicio Freguesias Misericórdia

Misericórdia

CARLA MADEIRA, PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DA MISERICÓRDIA «Unidos estancámos os despejos»

A autarca foi uma das primeiras a lutar pela contenção do Alojamento Local e pela mudança da lei de 2012. No seu segundo mandato à frente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira defende que a política de proximidade que tem desenvolvido lhe permite ter um conhecimento profundo das necessidades das populações e, consequentemente, desenvolver estratégias que contribuam para o bem-estar e qualidade de vida dos seus fregueses.

O CAIS DO SODRÉ É QUE É…

O Cais do Sodré é como o Vinho do Porto: quanto mais velho, melhor. E, como canta o fadista Rodrigo, «o Cais do Sodré não é só bares de prostitutas, também é gente a alombar caixa de peixe e de fruta» e «é cais onde embarca quem busca no mar o pão».

O BAIRRO ALTO DE «TODAS AS BOÉMIAS»

Começou por ser um bairro de marinheiros. Depois, acolheu nobres que ali criaram palácios. No século XIX apareceram os primeiros jornais. E, mais tarde, foi a vez dos artistas se interessarem pelo local. Hoje é o principal palco da diversão noturna e um dos cartões-de-visita da cidade de Lisboa.

BICA RECRIA NOITE DE SANTOS POPULARES

No sábado, 30 de novembro, a Bica, na freguesia da Misericórdia, vai recriar a «grande noite» dos santos populares de Lisboa, onde não vai faltar a sardinha e o chouriço assado.

TURISMO «EXPULSA» TRÊS MIL RESIDENTES DA MISERICÓRDIA

A pressão turística já «expulsou» mais de três mil residentes da Freguesia da Misericórdia. Uma tese de mestrado de um aluno do ISEG alerta para a necessidade de «se mudar o mundo», neste caso a Misericórdia, para se criar uma comunidade sustentável.

RECORDAR É VIVER «FADISTAGENS» DE OUTRAS ERAS NA BICA

A Bica teve sempre os seus fadistas e fados. Aí nasceram para o fado Natividade Pereira e a amiga Márcia Condessa e, também, Fernando Farinha. E, para mais tarde recordar, foi construído um mural de homenagem ao fado.

NO BAIRRO ALTO PRESERVA-SE A MEMÓRIA E OS SEGREDOS DOS LIVROS

A arte de restaurar e encadernar artesanalmente livros e documentos pode parecer uma técnica fadada ao esquecimento. Mas, em Lisboa, em pleno Bairro Alto, essa atividade está «bem viva e recomenda-se». Carlos Guerreiro é um «dos culpados» pelo renascer dessa «muy nobre arte».

EXCESSOS DE RUÍDO, INSEGURANÇA E LIXO DÃO «CABO DAS NOITES» DA MISERICÓRDIA

A segurança, o ruído, os problemas de lixo e a má utilização da rua estão «a acabar com a noite de Lisboa tal como ela era». Afirma Luís Paisana, presidente da Associação de Moradores da Freguesia da Misericórdia.

MORADORES QUEIXAM-SE DE RUÍDO E DROGAS

As queixas dos moradores da Misericórdia, Santo António e Santa Maria Maior sucedem-se. É o ruído dos estabelecimentos noturnos e o tráfico de droga foram os principais problemas apresentados em reunião descentralizada da autarquia.

NA MISERICÓRDIA QUEM MANDA É O TURISTA

Se há freguesia de Lisboa que sentiu com mais intensidade o impacto do aumento de turistas na cidade, essa é a Misericórdia. Com os seus 2,19 km² de área e 13.044 habitantes (em 2011), recebe diariamente centenas de turistas.

ÚLTIMAS EDIÇÕES

OUTRAS NOTÍCIAS