CLUBE DE CARNAXIDE CULTURA E DESPORTO COMEMORA 35º ANIVERSÁRIO A 8 DE DEZEMBRO

Ontem, dia 8 de dezembro, o Clube de Carnaxide Cultura e Desporto comemorou o seu 35º aniversário, com o lançamento da primeira pedra dos futuros ginásios/estúdios para a dança e para as artes marciais.

O Clube de Carnaxide Cultura e Desporto promove, desde 8 de dezembro de 1986, o desenvolvimento de atividades de natureza desportiva, cultural e social em Carnaxide. No âmbito das comemorações do 35º aniversário (erradamente noticiamos na nossa edição impressa que o 35º aniversário seria comemorado durante 2022) vai iniciar as obras de construção de dois novos estúdios/ginásios (um vocacionado para a dança e outro para as artes marciais), que estarão prontos em 2022.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Francisco Rocha Gonçalves, o presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, e o presidente do IPDJ, Vítor Pataco, participaram no lançamento a primeira pedra das obras de alargamento desta instituição, e que «marcou» as celebrações do 35º aniversário do CCCD – Clube de Carnaxide Cultura e Desporto.

Há cerca de ano e meio com atividades reduzidas por causa da Covid, o Clube de Carnaxide Cultura e Desporto (que erradamente também chamamos de Clube Cultural e Desportivo de Carnaxide, na nossa edição impressa) reinventou-se, nunca «fechando as portas» e, inclusivamente, começou a dar aulas online em algumas das suas diferentes modalidades, o que lhe permitiu manter contacto com os seus sócios e praticantes. Hoje, “passado o pior”, este clube tem “os olhos colocados no futuro” e prevê um crescimento do número de sócios e de praticantes idêntico ao que estava a ocorrer antes da pandemia.

E, perante o previsível aumento de praticantes, vai realizar um sonho antigo: ampliar as suas instalações.  Segundo revelaram a Olhares de Carnaxide e Queijas os seus principais responsáveis, nomeadamente Carlos Ribeiro, presidente de direção, e os coordenadores e diretores técnicos Marco Gonçalves, Afonso Gouveia e Ana Lobo, o Clube «vai lançar a primeira pedra das novas instalações ainda este ano, no âmbito das comemorações do 35º aniversário», prometendo uma cerimónia inesquecível, com «grandes momentos» de cultura e desporto, para assinalar a «passagem de mais este ano ao serviço da população de Carnaxide».

Conforme explicaram, o Clube está, como a Fénix da mitologia grega, a renascer “das cinzas” da pandemia, confiante no futuro. E, daí, esta aposta de ampliação das instalações, que se vão desenvolver sobre o parque de estacionamento da instituição e que implicam um investimento de cerca de 500 mil euros, totalmente financiados pela Câmara Municipal de Oeiras.





Erro gramatical e «gralha»

Por outro lado, ainda na edição impressa de Olhares de Carnaxide e Queijas cometemos dois erros «de palmatória» no artigo “Oposição pede assembleias mais participadas” da edição de novembro 2021 nº12 onde se lê: «Já Alexandra Silva, da Coligação Dar Tudo por Oeiras, anunciou que a sua força política irá fazer uma “posição” (oposição) responsável que vá “de” (ao) encontro aos interesses dos eleitos.

Como salienta o nosso leitor Miguel Jacob, o primeiro trata-se de uma gafe ao ler-se posição e não oposição, mas, quanto ao segundo caso: o «de encontro» quando o que se deveria ler era «ao encontro…» é mesmo um erro gramatical, originado pelo facto do artigo em causa ter sido sujeito a «vários cortes» para «encaixar» no espaço a que estava destinado.

Uma revisão menos cuidada, dada a necessidade de se enviar o jornal para a gráfica, permitiu a «ocorrência» desses dois erros de palmatória. Pelo facto, pedimos desculpa aos nossos leitores.

Quer comentar a notícia que leu?