CONFERÊNCIA INTERNACIONAL PRETENDE “COMPREENDER POMBAL E O SÉCULO DAS LUZES”

«Compreender Pombal e o século das luzes» é o tema de uma conferência que hoje, a partir das 14 horas, se vai realizar no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha e que terá como oradores os professores Viriato Soromenho Marques, Paulo Drumond Braga, Ricardo Pessa de Oliveira e Luís Eduardo Oliveira.

Hoje, dia 14 de maio, vai realizar-se a Conferência Temática Internacional “Compreender Pombal e o Século das Luzes”, promovida pela Fundação Marquês de Pombal para comemorar o seu 30º aniversário, a partir das 14H00, no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha.

Esta Conferência contará com a participação de especialistas nacionais e internacionais. As intervenções programadas apresentarão conhecimento crítico atualizado sobre a personalidade complexa do Primeiro-Ministro do Rei D. José I e sobre a importância e significados da sua ação política no contexto do século XVIII.

O protagonismo de Sebastião José de Carvalho e Melo na definição e implementação deste movimento reformista deixou uma marca indelével que viria a influenciar transformações profundas em Portugal com impactos até aos nossos dias. Compreender e fazer compreender melhor o contexto, o projeto político e os significados da ação pombalina, muitas delas ainda envoltas em controversas e conflitos de interpretações, continua a ser relevante para melhor conhecermos esta figura e o seu período histórico, nomeadamente à luz do seu desiderato de construir um Portugal Moderno.

Viriato Soromenho Marques, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, vai falar sobre «Intelectuais e politica na Europa de Pombal: A República das letras na época do déspota esclarecido». Já Paulo Drumond Braga, do CEG da Universidade Aberta, abordará «Descendentes e apologistas do marquês de Pombal: Polémicas novecentistas».

Por seu turno, Ricardo Pessa de Oliveira, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, vai analisar os «Dirigentes das misericórdias durante o período pombalino. Por último, Luís Eduardo Oliveira, da Cátedra Camões Marquês de Pombal/Universidade Federal de Sergipe, analisa «A reinvenção de Pombal: O marquês de Pombal como personagem da literatura nacional e internacional».





Quer comentar a notícia que leu?