COZINHA COM ALMA: 10 ANOS AO SERVIÇO DE QUEM PRECISA EM CASCAIS

No ano em que assinala o seu 10º aniversário, a Cozinha com Alma, takeaway social que apoia famílias em dificuldades financeiras, aberto ao público desde 2012, inaugurou, no dia 17 de fevereiro, uma nova loja em Alcabideche, no concelho de Cascais., tendo ajudado mais de 400 famílias das freguesias de Cascais, Estoril e arredores. Atualmente, confecionam mais de mil refeições diárias.

A Cozinha com Alma inaugurou uma nova loja na freguesia de Alcabideche (Rua Hermenegildo Pulquério 347, 2645-019 Alcabideche), dando, assim, mais um passo para aumentar a capacidade de resposta e chegar a um maior número de famílias em dificuldades na freguesia de Alcabideche. O principal objetivo deste projeto era ser (e é) um “balão de oxigénio” para famílias a viver dificuldades financeiras temporárias, permitindo que tenham acesso a refeições completas a um preço simbólico, e a um conjunto de iniciativas de capacitação e acompanhamento.

«Com este novo ponto de venda pretendemos aumentar a nossa capacidade de resposta e chegar a um maior número de famílias em dificuldade», explica Cristina de Botton, cofundadora e Presidente da direção da Cozinha com Alma, acrescentando que a loja da Pampilheira, na freguesia de Cascais, manter-se-á aberta, no entanto, «era necessário criar uma nova alternativa que desse apoio ás famílias da freguesia de Alcabideche».

O Cozinha com Alma confeciona, atualmente, cerca de mil refeições diárias e apoia uma equipa residente de 30 colaboradores e cerca de 80 voluntários que prestam serviços nas áreas da cozinha/loja e da capacitação das famílias. Desde o seu início, em 2012, a organização afirma ter apoiado mais de 400 famílias das freguesias de Cascais, Estoril e arredores. «Nos últimos dois anos, tendo em conta o período difícil que atravessámos, conseguimos apoiar mais 106 famílias, o que representa um acréscimo de 50% em relação a 2019», revela Ana d’Avillez, diretora executiva da Cozinha com Alma.

Ao comprar uma refeição nestes estabelecimentos, está a contribuir para ajudar famílias apoiadas pela Bolsa Social, pois através do lucro obtido através das vendas ao público em geral, o projeto Cozinha com Alma consegue subsidiar os programas de apoio e garantir a sustentabilidade da organização. Esta bolsa «oferece uma resposta integrada através do acesso a refeições de qualidade a um preço simbólico, assim como um plano de capacitação e acompanhamento», esclarece Ana d’Avillez.

Sendo um negócio social e sustentável, uma vez que o lucro das refeições vendidas ao público geral permite subsidiar as refeições para a Bolsa Social e suportar os custos operacionais da organização, a estrutura de financiamento da Cozinha com Alma assenta no conceito de “cliente pagador” uma vez que é o lucro das refeições vendidas ao público em geral que permite disponibilizar as mesmas refeições, por um preço simbólico, às famílias apoiadas pela Bolsa Social.





Desta forma, é o cliente público o principal parceiro do cliente bolsa social. Ao tornar-se cliente da Cozinha com Alma, está a contribuir direitamente para que um maior número de famílias em dificuldades possa ter acesso ao nosso apoio. Mas não nos podemos esquecer do papel de todos os parceiros do Cozinha com Alma – voluntários e padrinhos que contribuem para a estratégia de angariação de fundos da Cozinha com Alma, e colaboradores que contribuem para a finalidade maior – estar ao serviço de que mais precisa.

Quer comentar a notícia que leu?