ÉPOCA BALNEAR EM ALMADA CORREU MUITO BEM

0

A Câmara de Almada e a Autoridade Marítima Nacional fazem um balanço «extremamente positivo» da época balnear no concelho do distrito de Setúbal, destacando a boa coordenação entre entidades.

A vereadora da Câmara de Almada com o pelouro da Proteção Civil, Francisca Parreira, revela que, entre junho e setembro de 2020, registaram-se, nas praias do concelho de Almada, um total de 1148 ocorrências que mereceram uma resposta devidamente organizada por parte de todas as entidades envolvidas.

Já a Autoridade Marítima Nacional adianta que, nas praias do concelho de Almada, houve, neste verão, 158 salvamentos, 59 lesões traumáticas, 523 primeiros-socorros, 49 crianças e sete adultos perdidos, 342 picadas de peixe-aranha, 114 das quais foram encaminhadas ao hospital e três óbitos, ocorridos em zonas balneares não vigiadas.

Para a vereadora Francisca Parreira, o principal objetivo, deste trabalho em equipa, é que «as pessoas que frequentam as praias do nosso concelho se sintam seguras».

No balanço da época balnear 2020, a vereadora da Câmara de Almada com o pelouro da Proteção Civil agradece a «valiosa prestação» de todos os parceiros envolvidos na segurança e «salvaguarda da orla costeira e de todos os que nos visitam, diariamente, nas nossas zonas balneares».

No ano 2020, foram investidos pela autarquia «60 mil 880 euros no reforço da vigilância, assistência e segurança, em toda a extensão de praias do concelho», conta a autarca.





O programa praia protegida, promovido pela Câmara de Almada, desde 2018, em parceria com a Autoridade Marítima, tem como objetivo dotar as «zonas balneares do concelho de meios humanos e equipamentos aquáticos e motorizados de socorro e assistência, garantindo a salvaguarda dos banhistas».

São também parceiros, no âmbito de protocolos assinados com a CMA, quatro associações de nadadores-salvadores e duas corporações de bombeiros: Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Cacilhas; Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Trafaria; Âncora – Associação de Nadadores Salvadores da Fonte da Telha; NSRS Atlântico – Associação Nadadores Salvadores, Resgate e Salvamento Marítimo; Caparica Mar – Associação Juvenil de Resgate e Salvamento Aquático; e a ANSFACC – Associação de Nadadores Salvadores da Frente Atlântica Costa de Caparica

Sensibilizar e prevenir

A vereadora Francisca Parreira, após alertar para a importância da sensibilização e prevenção, garante que «este programa tem vindo a ser melhorado, ano após ano, com reforço do investimento por parte do Município. Continuamos a reunir no final de cada época balnear para balanço e avaliação do programa e para que possamos evoluir conjuntamente na resposta mais operacional e com uma visão de cultura resiliente, apostando fortemente na sensibilização e na prevenção», garante

A autarca agradece a «valiosa prestação» de todos os parceiros envolvidos «na segurança e salvaguarda da orla costeira e de todos os que nos visitam, diariamente, nas nossas zonas balneares».

Escreva aqui o seu comentário...