FESTA DA FLOR DÁ MAIS DE 67 MIL FLORES EM MOSCAVIDE E PORTELA

0

Moscavide e Portela, no concelho de Loures, voltam a ter a sua Festa da Flor, em pleno. Mais de 67.400 flores vão ser distribuídas, entre 21 e 31 de outubro, pelos comerciantes locais à população. Organizada pela Associação de Jovens de Moscavide, a Festa da Flor tem como principal objetivo revitalizar o comércio local dessa união de freguesias.

Ajudar e apoiar o comércio local, bem como a comunidade, são os principais objetivos da Associação de Jovens de Moscavide, fundada em 2003, que, este ano, à semelhança de anos anteriores, está a realizar a Festa da Flor, de 21 a 31 de outubro, e organizar o Comboio de Natal, no mês de dezembro.

Durante 10 dias, os comerciantes de Moscavide e Portela vão distribuir 67.400 flores, oriundas de viveiros do Montijo, à população local, no decorrer da Festa da Flor que, este ano, vai trazer ao palco montado no Condomínio do Oriente (na zona do LIDL) várias «figuras de proa» da música portuguesa, nomeadamente José Cid, Leandro Rodrigues, Maria Leal, os Las Martinez e um grupo circense.

Como revela Rafael Cerqueira, presidente da Associação de Jovens de Moscavide (AJM), cerca de 300 comerciantes de Moscavide e Portela já aderiram a esta iniciativa, tendo pago 35 euros para terem direito a 350 flores que irão distribuir pelos seus clientes, durante a Festa da Flor.

Todavia, conforme adianta Rafael Cerqueira, a Festa da Flor não se esgota nos quatro primeiros dias com os espetáculos e a distribuição de flores. A feira, propriamente dita, continua até ao dia 31 de outubro, com stands de comes e bebes, venda de produtos regionais e diversões, designadamente carrosséis, para os mais novos e também para os mais velhos.

Ambicionando transformar a Festa da Flor num «ex-libris» da União de Freguesias de Moscavide e Portela, nos moldes do que sucede na Madeira, Rafael Cerqueira tenciona alargar este evento a todas as freguesias do concelho e transformá-lo «numa marca» de Loures.




Lamentando não ter grandes apoios das autoridades locais para a realização deste evento, o presidente da AJM afiança que «o afluxo aos estabelecimentos comerciais, nesses dias, é substancial», o que demonstra que as pessoas «tem apetência para comprar no comércio local».

Do ponto de vista deste responsável associativo, que aguarda que o poder local arranje «instalações dignas» para a Associação, estes eventos permitem dinamizar o comércio e, ao mesmo tempo, promover «o que de bom existe em Moscavide e na Portela, nomeadamente na área da restauração».

Aspirando entrar no «Guinness Book of Records» por causa do número de flores que são distribuídas no decorrer do evento, Rafael Cerqueira deseja conseguir atingir com este acontecimento «floral» a notoriedade que já atingiram as festas da ilha da Madeira, com arranjos florais nas principais artérias do Funchal, e de Campo Maior, com as suas flores de papel.

Mas, as atividades em prol da promoção do comércio local não se esgotam com a Festa da Flor. Assim, para o mês de dezembro, a AJM propõe um vasto conjunto de atividades que irão levar muita animação as ruas da União de Freguesias de Moscavide e Portela. Cânticos de Natal, carrosséis, mercados temáticos, comboio de natal, demonstrações de dança e de música, espetáculos de natal, tardes de fado, são algumas das atividades que a Associação projeta para o mês de Natal, com o objetivo de atrair clientes para o Comércio Tradicional.

De todas estas atividades, a que mais sucesso tem tido é o Comboio de Natal, percorrendo as ruas de Moscavide, Portela e Urbanização dos Jardins do Cristo Rei

A Associação…

A Associação de Jovens de Moscavide (AJM), sem fins lucrativos, foi formalmente constituída a 7 de outubro do ano de 2003, através de escritura pública, tendo iniciado a sua atividade como uma associação juvenil, para dar resposta numa área onde nenhuma outra associação estava a cooperar na antiga Freguesia de Moscavide.

Durante vários anos a associação desenvolveu atividades desportivas com equipas de futsal federadas de jovens, iniciativas culturais e lúdicas, com visitas a exposições e locais de interesse histórico, utilizando um mini-bus, oferecido pela autarquia, para as deslocações.

Atualmente, a AJM realizado eventos para a comunidade e de apoio ao comércio local. É o caso da Festa da Flor que reúne os comerciantes em prol de uma iniciativa impar em Portugal. Passados 18 anos da sua fundação, a AJM alterou os seus estatutos, passando a ser uma associação aberta a todas as idades, com um objetivo social mais abrangente. Trabalhar em prol da comunidade é o lema da Associação de Jovens de Moscavide (AJM), e por isso o futuro reserva muitas outras iniciativas e projetos sociais para Moscavide e Portela. Porque a problemática intergeracional é cada vez mais desfio, a AJM vai atuar mais nesta área social, apresentando às instituições parceiras projetos válidos em prol da nossa comunidade.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here