Não há silêncio que resista ao Amor no Vale, embalado pela orquestra da Gulbenkian que, amanhã, sábado, dá um concerto no Vale do Silêncio, em Lisboa.

Cumprindo aquele que é já um momento obrigatório do Lisboa na Rua, a EGEAC volta com a orquestra Gulbenkian ao Vale do Silêncio, para um novo concerto e uma nova inspiração: o amor!

Desta forma, pelo terceiro ano consecutivo, após os concertos que arrebataram dezenas de milhares de pessoas, desloca a Orquestra Gulbenkian de casa para o parque verde dos Olivais, quebrando o silêncio, este ano, com Amor no Vale.

Sábado (dia 14), a partir das 21h30, cabe ao Maestro Nuno Coelho, dirigir uma cativante seleção de árias operáticas conhecidas em torno da sempre sedutora temática amorosa, como Carmen de Bizet, La Bohéme de Puccini ou as Bodas de Fígaro de Mozart.

Dora Rodrigues (soprano), Cátia Moreso (meio-soprano), Marco Alves dos Santos (tenor) e André Henriques (barítono) são os convidados que dão voz a esta noite no deslumbrante cenário do Vale do Silêncio que promete ser, como sempre, mágica.

Destaque também para o festival Lisboa Soa, que está de regresso à Estufa Fria (desde quarta-feira até ao dia 15) e propõe este ano uma reflexão sobre o impacto no ambiente sonoro das migrações causadas pela atividade humana.

De quinta a domingo, como habitualmente, haverá fado, cinema, jazz e dança, esta semana com o fadista Duarte, o filme O Feiticeiro de Oz, a Big Band de Alunos – Escola de Jazz Luiz Villas-Boas/HCP e a Dança do Ventre e Bollywood.

 

About The Author

Related Posts

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.