ISOLAMENTO DIMINUI PARA 7 DIAS

A Direção-Geral da Saúde (DGS) decidiu hoje encurtar de 10 para 7 dias o período de isolamento das pessoas infetadas com covid-19 assintomáticos e dos contactos de risco. Esta decisão surge um dia depois da Região Autónoma da Madeira ter reduzido para cinco dias o período de isolamento de infetados assintomáticos e de quem contactou com casos positivos.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou hoje o Ministério da Saúde que o período de isolamento passa de 10 para 7 dias para as pessoas infetadas assintomáticas e para os contactos de alto risco, salientando que esta decisão «está alinhada com orientações de outros países” e “resulta de uma reflexão técnica e ponderada, face ao período de incubação da variante agora predominante, a Ómicron».

«A operacionalização desta decisão técnica, pela necessidade de atualização de normas e de reparametrização do sistema de informação, estará concluída o mais brevemente possível, no decurso da próxima semana», acrescenta o comunicado emitido pela DGS.

A decisão, hoje anunciada, surge um dia depois da Região Autónoma da Madeira ter reduzido para cinco dias o período de isolamento de infetados assintomáticos e de quem contactou com casos positivos, acabando mesmo com a quarentena de contactos vacinados com a terceira dose.

Também ontem, em Espanha, a Comissão de Saúde Pública, formada pelo Ministério da Saúde e os diretores-gerais de Saúde Pública das Comunidades Autónomas acordou encurtar o período de isolamento para pessoas infetadas com Covid-19 de dez para sete dias.

De lembrar que Portugal registou, esta quarta-feira, mais 26.867 novos casos – um novo recorde diário desde o início da pandemia e mais 12 mortes relacionadas com a Covid-19. E houve mais países a bater máximos – saiba tudo aqui.





Foto de capa: DGS

Quer comentar a notícia que leu?