LISBOA TERÁ REFORÇO DE TRANSPORTES PÚBLICOS

0

Fundo Ambiental e Área Metropolitana de Lisboa celebram programa de reforço de oferta de transportes públicos na região, que irá envolver a contratação de veículos de transportes rodoviários, nomeadamente cerca de 70 autocarros, de múltiplos operadores rodoviários.

A partir de amanhã, Lisboa terá cerca 70 autocarros turísticos acrescidos em sua frota, de múltiplos operadores. O programa de reforço de oferta de transportes públicos, celebrado entre o Fundo Ambiental e a Área Metropolitana de Lisboa, teve como objetivo a contratação de veículos de transporte rodoviários que prestavam serviços turísticos, e que atualmente não se encontravam em circulação. Estes veículos, numa primeira fase, servirão para reforçar a rede ferroviária (CP e Fertagus) e o metro transportes do Sul (MTS), a partir de amanhã, e decorrerão diariamente, durante 62 dias (excetuando 30 de novembro, 1, 7, 8 e 25 de dezembro, 1 de janeiro e 16 de fevereiro).

Devido à alta procura dos transportes ferroviários, e à limitação da lotação máxima dos veículos no contexto atual de pandemia, a AML e os operadores que exploram o serviço público de transporte realizaram uma avaliação conjunta, que verificou a necessidade de um reforço da capacidade de transporte, capaz de reduzir os níveis de lotação mais elevados. Os custos envolvidos com este suplemento de autocarros foram de, aproximadamente, 750 mil euros.

Para o apoio à Fertagus serão afetadas 13 viaturas, que farão os percursos Pragal /Sete Rios, entre as 6:20 e as 8:20, Sete Rios / Pragal, entre as 17:20 e as 18:10, Sete Rios / Setúbal, entre as 17:15 e as 17:30. Relativamente à Metro Transportes do Sul, o serviço de apoio envolve 22 viaturas, nos percursos Cacilhas / Laranjeiro, entre as 16:30 e as 18:10, Laranjeiro / Cacilhas, entre as 7:20 e as 8:10, Universidade Nova / Pragal, entre as 16:30 e as 18:10, e Pragal / Universidade Nova, entre as 7:20 e as 8:10. Para apoio à CP e Metropolitano de Lisboa, serão disponibilizados 36 autocarros, para os percursos Amadora CP / Metro Pontinha, entre as 7:00 e as 8:25, e Cacém CP / Metro Pontinha, entre as 7:00 e as 8:25.

Os serviços poderão sofrer ajustes em função das contingências inerentes ao estado de pandemia. De acordo com a Câmara Municipal de Lisboa, o programa de reforço de oferta dos transportes públicos urbanos e suburbanos nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, “surge como mais uma resposta à emergência de saúde pública, que exige a aplicação de medidas extraordinárias, de carácter urgente, que visem limitar a proliferação da pandemia de Covid-19.”.





Quer comentar a notícia que leu?