LOJA ONLINE DE OLHARES DE LISBOA

0

Olhares de Lisboa criou uma Loja Online para apresentação de «brindes» alusivos a Lisboa e suas gentes. No site de O.L. encontra, ainda, notícias sobre Lisboa, Oeiras, Almada, Odivelas e Loures

No ano em que as marchas populares, por causa da pandemia, não desfilaram na Avenida da Liberdade, Olhares de Lisboa não quis deixar de homenagear todas as Marchas Populares, «criando» canecas que mostram o nosso «sentir e ver» sobre essa manifestação cultural tipicamente lisboeta, criada por Leitão de Barros.

Assim, nesta nossa primeira edição de canecas, que simbolicamente «vão para a rua» no trimestre que, normalmente, a Câmara de Lisboa e a EGEAC entregavam, com pompa e circunstância, no salão nobre dos Paços do Concelho, os prémios às marchas participantes e anunciavam o tema do ano seguinte, as fotografias são alusivas às marchas que, em 2019, desfilaram na 87ª edição deste evento, que, há um ano, saíram à rua sob o tema «Santo António e Lisboa e do Mundo».

Apesar do nosso arquivo fotográfico reportar a 2005, Olhares de Lisboa começou, em 2017, a «dar à estampa» histórias e estórias das Marchas Populares de Lisboa, homenageando assim o santo mais popular dos alfacinhas, adorado um pouco por todo o mundo, e, ao mesmo tempo, prestando um tributo sentido «à alma de Lisboa» que, como cantava a Grande Marcha de Lisboa 2019, «é como uma criança/que sai de madrugada/ pelas vielas, vai à praça/vender sonhos, foge da escola».

Entretanto, a Câmara Municipal e a EGEAC decidiram que o tema «Amália Rodrigues», que era para ocorrer em 2020, transite para a edição de 2021, «permitindo que todo o trabalho realizado (arcos, cenografia, figurinos), possa ser rentabilizado no próximo ano». As candidaturas para 2020 foram automaticamente consideradas para a edição do próximo ano.

Todavia, em tempos de pandemia, as tradições não podem ser o que eram e, por isso, dependendo da crise sanitária, é muito provável que, em 2021, as entidades organizadoras (Câmara Municipal de Lisboa e EGEAC) ponderem a forma como se vão ou não realizar as Marchas Populares, dependendo da evolução do Covid.




VISITE A NOSSA LOJA

 

Quer comentar a notícia que leu?