O Pai Natal chegou mais cedo para várias famílias de Carnide. Fernando Medina, presidente da Câmara, esteve a entregar casas no Bairro Padre Cruz.Num dos bairros lisboetas em constante mudança e que já é uma das maiores galerias de arte urbana ao ar livre, o Bairro Padre Cruz, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, entregou mais 48 casas.

Fernando Medina, que se encontrava acompanhado pela vereadora da Habitação, Paula Marques, revelou que, no início do próximo ano, «vai ser iniciada a construção de 96 novos fogos no bairro Padre Cruz».

O presidente da Câmara de Lisboa, após assegurar que uma das suas principais preocupações é criar as condições para que todos tenham habitação «digna», revelou que foi lançado, esta semana, um concurso público para empreitada de construção de 130 fogos na avenida das Forças Armadas.

Fernando Medina, que salientou que a habitação «com qualidade é um direito das pessoas, sublinhou a «existência de um compromisso com o bairro Padre Cruz» que – como referiu – «tem uma alma enorme e um sentido do coletivo».

Estas novas construções, seguindo os modelos de sustentabilidade, eficiência energética e tipologia evolutiva que estão a marcar os novos edifícios municipais (nos diversos bairros onde está a ser aplicado este projeto), dão seguimento à intervenção de requalificação das antigas alvenarias, datadas dos anos 60.

Por seu turno, a vereadora Paula Marques fez questão de referir que estas novas construções significam também «um processo de mudança que vai além da intervenção no edificado, mudando a maneira como se vive e se olha para este que é o maior núcleo de habitação pública da Península Ibérica».

«É com um orgulho ‘bestial’ que estamos aqui (cerimónia de entrega de chaves). Apesar das dificuldades cumprimos», referiu a vereadora Paula Marques, sublinhando os sentimentos de bairro e de comunidade das «gentes» desta localidade da Freguesia de Carnide.

Fábio Sousa, presidente da Junta de Freguesia de Carnide, pediu ao presidente da Câmara de Lisboa para continuar a investir na construção de habitação, salientando que o novo bairro «é um espaço maravilhoso com habitação de qualidade».

Já Elisabete Andrade, da Comissão de Moradores, considerou que tem de «ser todos, em comunidade, a trabalhar para construir o ‘nosso’ bairro».

Maria Helena Correia, da Gebalis, fez questão de revelar que já foram realojadas 160 famílias no Bairro Padre Cruz e que todas «as habitações foram feitas a pensar nas pessoas».

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.