MAIS DE 1300 ATLETAS CORRERAM PELAS RUAS DE SACAVÉM

O presidente da Câmara Municipal de Loures, Ricardo Leão, deu hoje de manhã o «tiro de partida» da XXXIV Milha Urbana da cidade de Sacavém, prova principal do 37º Troféu – Corrida das Coletividades do Concelho de Loures, em Sacavém, uma iniciativa de longa tradição, promovida pelo Município para incentivar a prática de atletismo.

Loures continua a manter vivo o Troféu Corrida das Coletividades do Concelho de Loures, uma competição dedicada exclusivamente ao atletismo, que hoje completou a sua 37.ª edição e, como fez questão de salientar o presidente da autarquia, Ricardo Leão, está «é uma forma de incentivar as pessoas a praticarem atividade física ao fim-de-semana», sublinhando também que o atletismo é uma modalidade com grande tradição no concelho de Loures.

O Troféu “Corrida das Coletividades do Concelho de Loures” em atletismo é uma modalidade com grande tradição no concelho de Loures. Uma tradição que, ao longo dos anos, se tem mantido graças ao empenho e à dedicação dos vários clubes e coletividades, onde ainda se continua a apostar na formação de jovens atletas e na organização de eventos desportivos nesta categoria, defenderam os presidentes da Câmara Municipal de Loures, Ricardo Leão, e da União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho, Carlos Gonçalves.

Congratulando-se com a presença de cerca de 1300 participantes, que partiram e chegaram na Rua Estado da India, em Sacavém, Ricardo Leão, anunciou que está a ser revisto o regulamento, ainda em vigor, que vai definir, de uma «forma mais justa», as entidades associativas que «merecem um maior apoio da autarquia».

Ricardo Leão recordou, ainda, que a política desportiva municipal se norteia pela preocupação de adequado enquadramento de crianças, jovens, seniores e deficientes, sem esquecer todos os que optam por práticas desportivas informais. Até porque, um dos principais intuitos da autarquia é a «promoção de hábitos e estilos de vida saudáveis».

Os nossos planos de ação estão orientados para uma realidade dinâmica protagonizada pelas escolas da rede pública e pelas coletividades que em conjunto movimentam quase 30 mil praticantes. Procuramos que o caminho que juntos percorremos se construa na base do diálogo, da proximidade e da transparência, privilegiando a dinamização de atividades de formação e a promoção da ética no desporto.


Já o presidente da União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho, Carlos Gonçalves, esta é uma forma de se «promover o atletismo amador, dando-lhes uma oportunidade «de correrem numa prova que movimenta mais de mil atletas».

Segundo Carlos Gonçalves, esta é uma tradição que, ao longo dos anos, se tem mantido graças ao empenho e à dedicação dos vários clubes e coletividades, onde ainda se continua a apostar na formação de jovens atletas e na organização de eventos desportivos nesta categoria.

A corrida, que teve o seu início na Rua do Estado da Índia, foi organizada pela Cooperativa “A Sacavenense” e pela União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho e, segundo Ribeiro dos Santos, presidente da cooperativa «A Sacavenense, «este é uma festa que junta milhares de crianças e adultos na promoção do desporto».

Com cerca de mil sócios, 200 dos quais em atividade, na cooperativa «A Sacavenense», para além do atletismo, ainda é possível praticar ginástica, ballet, artes marciais e canoagem.

Veja aqui as Classificações: INDIVIDUAIS E COLETIVAS

 

Quer comentar a notícia que leu?