MUSEU DA FARMÁCIA COM PROGRAMA PARA MIÚDOS E GRAÚDOS

0

Oficina de Máscaras e Atelier Educativo “Brigada Antivírus” são algumas das atividades para crianças no Museu da Farmácia, que vão decorrer a partir do próximo dia 5 de setembro. A Exposição ‘um mundo de máscaras’ já recebeu 12 mil visitantes

O Museu da Farmácia tem um conjunto de actividades a pensar nos mais novos, todos os sábados de Setembro, em Lisboa e no Porto. Assim, entre 5 e 19 de setembro, às 15 horas, vão realizar-se, no âmbito da atividade «Oficina de Máscaras», visitas guiadas à exposição «Um Mundo de Máscaras», que permite às crianças, a partir dos cinco anos, conhecer as várias utilizações das máscaras ao longo da história da humanidade, desde máscaras de curandeiro a máscaras de feiticeiro, das de protecção às da tradição, das de teatro às de cerimónia.

Esta exposição conta ainda com uma componente de Realidade Aumentada, em que através da simples leitura de um código QR as crianças poderão viajar no tempo e “vestir”, de forma virtual, as máscaras que compõem a exposição.

De seguida, irão decorar uma máscara, que podem levar para casa, com base na sua imaginação e utilizando diversos materiais coloridos.

Já o «Atelier educativo “Brigada Antivírus» ensina às crianças, a partir dos cinco anos, a importância de terem as mãos bem lavadas para se protegerem dos vírus. As crianças vão aprender como os vírus se transmitem, conhecer formas de evitar a contaminação por microrganismos e compreender a razão pela qual devemos cobrir a boca e o nariz quando espirramos ou tossimos.

De seguida, as crianças podendo transformarem-se em verdadeiros cientistas e fabricam o seu próprio álcool gel, que podem levar para casa. Esta actividade decorre a 12 e 26 de Setembro, às 15 horas, em simultâneo no Museu da Farmácia de Lisboa e do Porto.






 “Um Mundo de Máscaras” até 30 de Setembro

Por outro lado, a exposição “Um Mundo de Máscaras” permite conhecer 14 exemplares de máscaras de museus e culturas diferentes, desde máscaras de curandeiro a máscaras de feiticeiro, das de proteção às da tradição, das de teatro às de cerimónia. A visita em formato online e presencial no Museu da Farmácia, em Lisboa, já recebeu mais de 12 mil pessoas desde a inauguração, em Maio.

«Temos recebido excelentes reacções a esta exposição, não só pelos objectos únicos que dela fazem parte, mas também pelo próprio valor actual que a máscara acarreta na sociedade. Esperamos que, até ao final do mês de Setembro, possamos ainda receber mais visitantes para continuar a dar a conhecer as utilidades, histórias e características tão singulares deste conjunto de máscaras», afirma Gonçalo Magano, curador do Museu da Farmácia.

Um dos exemplos de máscaras expostas é a Máscara do Fato da Peste Negra, criada no século XVII para proteger os médicos que tratavam os pacientes infectados com a doença. A máscara tem um bico comprido no qual eram colocadas ervas aromáticas e palha, de forma a filtrar os cheiros para protecção do médico, de acordo com as crenças de então.

O Museu da Farmácia integrou ainda uma nova máscara na sua exposição permanente. A máscara Sri Lanka é uma peça da colecção Francisco Capelo e representa Daha Ata Sanniya, o principal demónio, ladeado pelas dezoito miniaturas dos demónios responsáveis pelas doenças.

Daha Ata Sanniya, também conhecido como “Sanni Yakuma”, é um dos principais festivais rituais dos budistas cingaleses das províncias rurais do Sri Lanka, realizados com a intenção de curar alguém que adoeceu e que se acredita estar possuído por um demónio (yaka), que é uma força sobrenatural perversa.

No Museu da Farmácia pode ainda conhecer diversos itens raros em Portugal referentes ao sector da saúde e da farmácia. A colecção inclui o único preservativo do século XVIII existente no país, um vibrador medicinal para o “tratamento da histeria feminina”, recomendado às mulheres que supostamente teriam energia sexual reprimida, um moderno kit de medicamentos da Estação Espacial MIR e diversas reconstituições de farmácias portuguesas, com destaque para a única em Portugal, datada do século XVIII, a Farmácia Barbosa.

O espólio permite ainda contemplar uma das peças com maior destaque, o molde de penicilina assinado por Alexander Fleming, assim como o Sarcófago de Irtierut, com mais de 3 mil anos, um dos poucos e mais preciosos sarcófagos em Portugal.

“Um Mundo de Máscaras” é uma iniciativa do Museu da Farmácia em parceria com o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, o Museu da Marioneta, o Museu do Oriente e o Museu Nacional de Etnologia. Pode ser visitada das 10h às 19h, de segunda a domingo, até 30 de Setembro, no Museu da Farmácia, em Lisboa. A entrada é gratuita

Programação:

5 de Setembro, 15h: Oficina de Máscaras, Museu da Farmácia Lisboa

12 de Setembro, 15h: Atelier Educativo “Brigada Antivírus”, Museu da Farmácia Lisboa e Porto

19 de Setembro, 15h: Oficina de Máscaras, Museu da Farmácia Lisboa

26 de Setembro, 15h: Atelier Educativo “Brigada Antivírus”, Museu da Farmácia Lisboa e Porto

Duração: 50 minutos

Público-alvo: M/5 anos (acompanhados por um adulto)

Preço: 5,00€

Necessária pré-inscrição – através de envio de e-mail para museudafarmacia@anf.pt

 

Escreva aqui o seu comentário...