NOVO DIRETOR DA POLÍCIA MUNICIPAL DE OEIRAS VEM DE SETÚBAL

0

A Polícia Municipal de Oeiras, fundada em novembro de 2001, tem um novo director. Trata-se do subintendente José Luís Fernandes, que exercia funções no Comando Distrital da PSP de Setúbal.

A atividade da Polícia Municipal de Oeiras tem sido altamente positiva, «sendo uma força de segurança amiga do cidadão» que existe «para o informar e proteger», defendeu Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, no decorrer do acto de posse do novo Diretor do Departamento da Polícia Municipal do concelho, subintendente José Luís Alves Fernandes.

Após referir que a atuação desta força municipal tem «contribuído em muito para que Oeiras apresente, há vários anos, um dos mais baixos índices de criminalidade da Área Metropolitana de Lisboa», Isaltino Morais fez questão de salientar o papel dos anteriores comandantes/directores na implantação desta corporação, reconhecendo que o intendente Filipe Palhau que, entre outras funções policiais e académicas, foi Diretor de Departamento da Polícia Municipal e Proteção Civil da Câmara Municipal de Oeiras e Comandante Operacional Municipal, de 2008 a 2017, foi uma peça importante no desenvolvimento e consolidação da instituição, «tendo deixado marcas na Polícia Municipal de Oeiras».

Isaltino Morais, que aproveitou a cerimónia para enaltecer também o trabalho desenvolvido por outros directores, oficiais oriundos das Forças Armadas, GNR e PSP, recordou que Oeiras foi um dos primeiros município a ter policias municipais, após Lisboa e Porto que recrutavam os seus agentes na PSP, lembrando, ainda, que o primeiro contingente da Polícia Municipal de Oeiras foi apresentado em novembro de 2001 e era constituído por 19 agentes com a missão de desenvolver todas as tarefas do foro administrativo até então sob a responsabilidade das forças de segurança, PSP e GNR.

Com José Luís Alves Fernandes, o novo Diretor, a Polícia Municipal de Oeiras – realçou o autarca – «vai entrar num novo ciclo», salientando que, durante os estados de emergência e calamidade, a instituição «teve um papel pró-ativo, pedagógico e dissuasivo, que foi desenvolvendo ao longo dos tempos», nomeadamente no evitar aglomerações de gente.

Aliás, explicando «melhor a atitude ‘amiga do cidadão’ dos agentes», Isaltino Morais recordou o episódio do pequeno Martim, que vive em Porto Salvo, e que fez oito anos, em pleno convinamento, e, por isso, não pode celebrar a data numa festa «com os seus amiguinhos». Para animar o dia do neto, a avó ligou à Polícia Municipal de Oeiras e esta foi-lhe cantar os parabéns à janela. Também os vizinhos se juntaram a esta inédita celebração e, assim, o Martim pode ter um aniversário muito especial.






«Este é mais um bom exemplo do ótimo relacionamento que a Polícia Municipal tem com a comunidade», afirmou o edil, adiantando, por outro lado, que, devido ao crescimento previsível desta força, é provável que as instalações da Proteção Civil, em Carnaxide, «passem a ser ocupadas pela Polícia Municipal».

Salientando a cooperação existente entre as diferentes forças de segurança que actuam no concelho, Isaltino Morais sublinhou ainda que, «Oeiras tem que ser um exemplo a nível europeu, nomeadamente em termos empresariais, científicos e educativos», mas, para isso, também tem que ter uma polícia municipal a nível europeu.

Já o novo diretor, o subintendente José Luís Fernandes, destacou «os investimentos do município na Polícia Municipal», o que evidencia «os esforços que tem sido desenvolvido nos ajustamentos do seu quadro de pessoal às necessidades do concelho».

Para este oficial da PSP, os novos tempos que se vivem, aconselham «uma estratégia de racionalização de meios, sem prejudicar a qualidade do serviço e mantendo-se uma estrutura forte e coesa que permita o encontrar de soluções para os constrangimentos existentes».

O Subintendente da Polícia de Segurança Pública (PSP), José Luís Alves Fernandes, desempenhava, até à data, a função de Comandante da Divisão Policial Destacada do Seixal, no Comando Distrital de Setúbal, tendo tomado posse no dia 2 de novembro, segunda-feira, no edifício da Polícia Municipal de Oeiras, em Carnaxide.

Com Mestrado em Ciências Policiais, na especialização em Criminologia e Investigação Criminal e Licenciatura em Ciências Policiais, pelo Instituto Superior de Ciências e Segurança Interna, da PSP, Alves Fernandes foi ao longo da sua carreira Comandante de várias esquadras no Distrito de Setúbal e formador da área jurídica na Escola Prática da PSP.

Fez parte do Núcleo de Investigação Criminal, no Comando Distrital de Setúbal, da PSP e foi Comandante de Divisões Policiais, em Setúbal e Almada.

Escreva aqui o seu comentário...