Durante 270 dias, a Avenida D. Dinis, em Odivelas, vai estar «fechada para obras». Tudo por causa das obras de requalificação que vão suceder nessa artéria odivelense.

A Câmara Municipal de Odivelas assinou, no dia 3 de fevereiro, nos Paços do Concelho, o Auto de Consignação que marca o início da Requalificação da Avenida D. Dinis, em Odivelas que será realizada em três fases, com a duração prevista de 270 dias, e representando um investimento total de 1.249.000,00€ (um milhão e duzentos e quarenta e nove mil euros).

A intervenção, em conjunto com os SIMAR, foi adjudicada à empresa Luís Frazão S.A. e contempla a criação de novas bolsas de estacionamento, a introdução de medidas de acalmia de tráfego, a renovação da rede de abastecimento de água, a reformulação dos pontos de recolha de resíduos urbanos e a requalificação do espaço público e da rede viária, tendo em vista uma cidade mais moderna, mais segura e mais atrativa.

Após assinatura do documento, o Presidente da Câmara Municipal, Hugo Martins, salientou o facto de se estar a dar «início a uma grande obra numa das principais artérias do Concelho, a Avenida D. Dinis», estando reunidas as «condições financeiras, técnicas e humanas para que este grande projeto contribua para melhorar a qualidade de vida dos munícipes».

«Estas obras – segundo defendeu o autarca – irão renovar o Centro Urbano de Odivelas, conferindo-lhe mais modernidade e dinâmica local. Uma cidade voltada para as pessoas e que permitirá a todos ‘Viver Odivelas’ em pleno, dando continuidade à requalificação do espaço público e da rede viária que o Município tem vindo a desenvolver».

Nesta primeira fase, a obra decorre entre a Rua Guilherme Gomes Fernandes e a Alameda Infante D. Henrique (rotunda com a escultura de D. Dinis).