OEIRAS DISTINGUIU OS 13 MELHORES ALUNOS

0

Os 13 melhores alunos do concelho de Oeiras foram recebidos, ontem, pelo presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, que, com este gesto, pretendeu «reconhecer publicamente o mérito e o esforço académico dos alunos, das famílias e das suas escolas».

O Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, recebeu ontem, no Gabinete da Presidência, os 13 melhores alunos do concelho, que concluíram o 12º ano no ano letivo 2019/2020, tendo-lhes atribuído o prémio SIMAS, que consiste na oferta de um computador portátil, como recompensa pelo seu esforço académico.

Este ano, e pela primeira, salienta um comunicado da autarquia, «a distinção aos melhores alunos do concelho de Oeiras foi alargada». Assim, além dos oito alunos finalistas do ensino secundário, também os melhores alunos das escolas profissionais (Escola Profissional Val do Rio e AEMAR – Instituto Tecnologias Náuticas), da escola de ensino artístico especializado da música (Escola de Música Nossa Senhora do Cabo) e das escolas internacionais (Oeiras International Shchool e Instituto Español Giner de los Ríos) viram o seu mérito reconhecido.

Esta distinção confirma a excelência do desempenho dos melhores alunos das escolas, servindo dessa forma de referência e exemplo para todos os alunos da comunidade.

Este prémio, atribuído no âmbito de uma parceria entre a Câmara Municipal de Oeiras e os Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamento dos Municípios de Oeiras e Amadora (SIMAS), pretende «reconhecer publicamente o mérito e o esforço académico dos alunos, das famílias e das suas escolas, servindo de referência para todos os alunos da comunidade de Oeiras, sendo por isso razão de grande orgulho e de forte encorajamento e motivação para a constante aposta do Município de Oeiras na Educação».

A escolha do aluno premiado é da responsabilidade da Direção de cada escola, que utilizou como critérios os melhores resultados escolares (acima de 18,5 valores, sempre que possível), considerando como um todo a apreciar as atividades do domínio curricular e as «atividades que se integram no domínio do complemento curricular, sem prejuízo de outros que a escola entenda necessário associar a par com os resultados escolares, tais como o envolvimento em atividades de voluntariado e ações solidárias que espelhem uma significativa dimensão humana e cívica na comunidade», refere a autarquia.




Quer comentar a notícia que leu?