OEIRAS REINVENTA MAGUSTO E «ILUMINA» NATAL

0

Apesar do agravamento da crise pandémica, Oeiras não quis deixar «passar em branco» o Dia de São Martinho e o início da época natalícia e, por isso, ontem distribuiu 5 toneladas de castanhas e procedeu à inauguração de milhares de luzes que vão animar o Natal deste ano.

A Câmara de Oeiras distribuiu, ontem, dia de São Martinho, ofereceu à população do concelho cerca de 5 toneladas de castanhas, mas devido ao atual contexto pandémico e para garantir as condições de segurança, optou por comemorar o Magusto com a oferta de castanhas ao longo de todo o dia às instituições do concelho.

Mas, para além das castanhas, o dia ficou marcado com o arranque oficial da época natalícia com a inauguração de milhares de luzes que transmitem a «mensagem» que, apesar de diferente, o Natal é para celebrar, na esperança de que «melhores dias virão».

Habituados à tradicional festa do Magusto de Oeiras que anualmente mobiliza, no dia 11 de novembro, milhares de pessoas ao centro da vila para comer castanhas, o presidente da Câmara Municipal, Isaltino Morais, optou este ano por oferecê-las aos funcionários do Município, às instituições sediadas no concelho e outras ainda distribuídas em alguns pontos das freguesias.

«O objetivo desta iniciativa foi cumprido. As pessoas não precisaram de sair de casa, não houve ajuntamentos, tudo correu conforme as regras de segurança e puderam comer as castanhas que tanto gostam, sobretudo os mais idosos, que nesta época gostam deste conforto e estão habituados às castanhas assadas que o Município oferece», afirmou Isaltino Morais, considerando, ainda, que esta foi, também, uma forma de ajudar os comerciantes afetados pela quebra de venda de castanhas nesta época.

Ao todo foram oferecidas 5 toneladas de castanhas, distribuídas por lares, creches, lares, centros de dia, universidade sénior, bombeiros, polícia, entre outras instituições, num total de 106. A oferta estendeu-se também aos funcionários do Município, com castanhas entregues em todos os departamentos. Também as uniões de freguesia Algés, Cruz – Quebrada Dafundo, Oeiras, Paço de Arcos e Caxias, Carnaxide e Queijas, Barcarena e Porto Salvo tiveram castanhas assadas.


Esta iniciativa permitiu ainda manter o apoio à ACECOA – Associação Comercial e Empresarial dos Concelhos de Oeiras e Amadora, a quem foram adquiridas as 5 toneladas de castanhas, numa altura em que é essencial o apoio aos comerciantes locais.

Escreva aqui o seu comentário...