OLHAR LOURES JÁ NA RUA COM ENTREVISTA EXCLUSIVA A BERNARDINO SOARES

0

O presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, afirma em entrevista a Olhar Loures, cuja edição impressa já se encontra na rua, que a extensão do Metro a Loures e Sacavém vai concretizar-se, aguardando apenas os vistos do Tribunal de Contas.

Numa extensa entrevista a Olhar Loures, cujo primeiro número vai ser distribuído por 30 mil caixas de correio, residenciais e de comércio, Bernardino Soares, presidente da Câmara de Loures, fala da necessidade de todas as entidades cooperarem  para se combater a Covid-19, Bernardino Soares explica que campanha de vacinação anti-covid está a decorrer ao ritmo previsto, apesar dos atrasos registados com a entrega de vacinas, sublinhando que «este é um trabalho conjunto de todos para vencer esta calamidade».

Um outro aspeto abordado no primeiro número de Olhar de Loures prende-se com o desenvolvimento económico do concelho que se pretende afirmar «como um território de excelência ao nível do conhecimento, da inovação e do desenvolvimento tecnológico, principalmente a nível do setor primário». Segundo António Pombinho, chefe de gabinete do presidente da Câmara de Loures e um dos responsáveis do “Loures Inova” anuncia, por seu turno, que já se registaram 60 novas start-ups», lembrando que algumas delas tornaram-se independentes em poucos meses e outras estão em fase de integração no mercado, salientando que este projeto nasceu da necessidade de “haver um verdadeiro sistema de inovação em Loures».

Para esse desenvolvimento económico também vão contribuir as obras de recuperação da frente ribeirinha do Tejo que é, sem sombra de dúvidas, «um dos projetos mais acarinhados pela autarquia» e considerada uma «obra é da máxima importância para o concelho e que vai mesmo avançar».

De facto, a Câmara Municipal de Loures aprovou, recentemente, o lançamento de um concurso público internacional para a construção do percurso ribeirinho de Loures, que prevê a criação de uma pista ciclável e pedonal entre Santa Iria de Azóia e a Bobadela, num percurso com cerca de seis quilómetros de extensão, com passagem por Santa Iria de Azóia, São João da Talha e Bobadela.

O vereador responsável pelo Departamento de Urbanismo da autarquia, Tiago Matias, sublinha «a importância desta obra», que tem um «enorme valor ambiental e paisagístico» e visa «retomar a ligação da população com o rio Tejo», permitindo a circulação de bicicleta e a pé entre Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira.




Para a realização desta obra foi aprovado, em dezembro passado, um empréstimo de médio e longo prazo, no montante de 4,9 milhões de euros, a que há a acrescentar um financiamento comunitário, já aprovado, no valor de 1,8 milhões de euros.

As questões ambientais são outro dos temas abordado nesta edição, onde se anuncia o início das obras de reabilitação dos passadiços e de mobiliário urbano do Parque Adão Barata, em Loures, uma intervenção que tem como objetivo melhorar a qualidade de utilização deste espaço verde. Este investimento, superior a 20 mil euros, abrange ainda a recuperação do canteiro localizado entre os edifícios da restauração e o Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte.

Neste momento, a edição impressa de Olhar Loures já pode ser lida online, basta fazer o download  AQUI

Quer comentar a notícia que leu?