OLHARES DE LISBOA IMPRESSO JÁ ESTÁ NA RUA

0

O arrendamento por parte da Câmara de Lisboa de imóveis a particulares para depois os subarrendar, ao abrigo do programa «Renda Acessível», a jovens e à classe média é um dos temas da edição impressa de «Olhares de Lisboa», que está a ser distribuído.

Nesta edição, para além dos investimentos que a autarquia tem programados para dinamizar a economia alfacinha, editamos também um caderno especial sobre a freguesia da Misericórdia que, aos poucos e poucos, está «a regressar à normalidade possível».

Quase a entrarmos na terceira fase de desconfinamento, que vai permitir a reabertura dos grandes espaços comerciais e o reencontro dos lisboetas com as praias da Costa da Caparica e das linhas de Cascais e Sintra, «fomos ver» como as empresas estão a retomar a sua vida empresarial, tendo em conta as repercussões negativas do Covid-19 na vida económica. Para os empresários, as medidas de apoio tomadas pelo Governo e pela autarquia lisboeta tem sido extremamente importante para a «manutenção da sua actividade económica». Mas, já o mesmo não se pode dizer do sector bancário que, segundo eles, tem colocado diversos entraves à concessão de empréstimos através das linhas de crédito criadas pelo Estado português.

Os apoios às famílias mais carenciadas, aos idosos, aos sem-abrigo e, ainda, as ações de desinfeção de ruas, são outros temas abordadas nesta edição, onde também é destacado o papel da empresa Águas do Tejo Atlântico como garante do tratamento das águas residuais.

Descarregue a edição OLHARES DE LISBOA | MAIO e leia no seu computador ou equipamento móvel