UNIÃO DE FREGUESIAS RECEBE SELO COMUNIDADES PRÓ-ENVELHECIMENTO

0

A União das Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada-Dafundo foi distinguida com o prémio (“selo”) “Comunidades Pró-Envelhecimento”, pelas suas boas práticas levadas a cabo junto da população idosa destas localidades.

Esta iniciativa, promovida pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, valoriza o compromisso da União de Freguesia com o desenvolvimento de uma política e plano estratégico de envelhecimento saudável da sua população sénior.

Renata Benavente, da Ordem dos Psicólogos, salienta o trabalho desenvolvido pela União de Freguesias em prol dos idosos. “Vimos por este meio congratular e informar que foi atribuído o selo “Comunidades Pró-Envelhecimento 2020/2021” à/ao União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada – Dafundo, cujas políticas, programas, planos estratégicos e práticas demonstram um compromisso forte e efetivo com a promoção do envelhecimento saudável e bem-sucedido ao longo de todo o ciclo de vida”.

E acrescenta que, pese embora ter sido lançada antes da atual pandemia, esta iniciativa torna-se ainda premente, “uma vez que reforça a necessidade de se perspetivar as comunidades como contextos de vida de excelência para a promoção do envelhecimento saudável e bem-sucedido, com o objetivo último de construirmos uma sociedade coesa, equitativa, inclusiva, saudável e segura, que promova o bem-estar e a contribuição cívica de todos os cidadãos, durante todos os momentos do ciclo de vida. São comunidades, em que apesar das dificuldades e dos problemas, trabalha-se de forma sistémica de modo a que o envelhecimento dos cidadãos seja feito com mais bem-estar e saúde”.

Combate ao isolamento e demência

O líder da União de Freguesias não esconde a sua satisfação face ao premiar deste projeto local por uma organização nacional e assinala que o projeto, que começou por contar com uma equipa multidisciplinar de que faziam parte um psicólogo, um jurista e um nutricionista, nasceu para dar resposta aos problemas da demência e da saúde psíquica dos idosos.



Com o surgimento da pandemia de covid-19, a mesma equipa foi reforçada com mais dois psicólogos (voluntários) para combater o isolamento e a maior procura de serviços de apoio psicológico da parte da população sénior.

“Este selo vem premiar todo o nosso empenho em ajudarmos a melhorar a saúde mental na comunidade”, explica Rui Teixeira, acrescentando: “este prémio veio constatar que, de facto, estávamos no caminho certo” no apoio aos setores mais fragilizados da população.

O autarca assinala que a pandemia acentuou a perceção do isolamento de muitos idosos e que, por via desta constatação, a União de Freguesias disponibilizou “linhas de apoio” e “consultas de psicologia” a estas pessoas, que aderiram em bom número a esta medida de cariz social e humanitário da União de Freguesias.

Quer comentar a notícia que leu?