Lisboa foi a cidade eleita para Capital Europeia do Desporto no ano de 2021.O anúncio da ACES – European Capitals and Cities of Sport Federation aconteceu no Centro de Congressos de Lisboa, no final da visita que a delegação do comité de avaliação que esta federação fez à capital portuguesa.

Para Fernando Medida, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, “esta é uma distinção conquistada” por todas as organizações desportivas da cidade. Na decisão final, Lisboa disputava apenas contra a cidade holandesa de Haia.

Durante a visita da ACES, que decorreu entre 23 e 26 de novembro, a autarquia revelou que irá investir cerca de 26 milhões de euros em novos equipamentos e na remodelação de outras infraestruturas. O Pavilhão da Ajuda foi um dos exemplos dados.

O vice-presidente e vereador da área do desporto, Duarte Cordeiro, sublinhou que “Lisboa é uma cidade moderna, que olha para o desporto com ambição”, numa conferência de imprensa em conjunto com o presidente da ACES Europe, Gian Francesco Lupattelli, e do secretário de estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

Duarte Cordeiro acrescentou que a capital tem recebido vários eventos desportivos, que no total reverteram cerca de 20 milhões de euros em receitas diretas, para além de 100 milhões em receitas indiretas.

“A atividade desportiva na cidade de Lisboa é assegurada por um conjunto de 900 organizações, públicas e privadas, que, em termos globais, são frequentadas por cerca de 223 mil pessoas, mulheres (44,8%) e homens (55,2%), de forma regular”, disse o vice-presidente. Este é “o retrato de uma Lisboa moderna, com história, mas virada para o futuro”, conclui.

Como argumentos, o município destacou os programas de Desporto Escolar, o Centro Municipal de Marcha, a Corrida Lisboa Running Center ou o Circuito dos Parques de Lisboa.

A comitiva da ACES teve a oportunidade de visitar equipamentos desportivos como a pista de atletismo municipal Professor Moniz Pereira, o complexo desportivo do Alto do Lumiar e o estádio do Sport Lisboa e Benfica.

Gian Francesco Lupattelli manifestou-se agradado pelo “ótimo trabalho” desenvolvido pela cidade nos últimos anos. “Lisboa merece”, afirmou o dirigente.

A Piscina Municipal do Oriente, o Pavilhão Desportivo da Ajuda, as docas de Belém e de Alcântara, o Pavilhão João Rocha do Sporting Clube de Portugal e o Ginásio Clube Português foram outras infraestruturas locais visitados pela comissão de peritos.

 

About The Author

Related Posts

Deixar uma resposta