ANO EUROPEU DA JUVENTUDE APRESENTADO EM SACAVÉM

Em 2022, assinala-se o Ano Europeu da Juventude, proposto pela Comissão Europeia em outubro de 2021 e aprovado pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho da União Europeia, em dezembro de 2021. Na sexta-feira, a vice-presidente da Câmara de Loures, Sónia Paixão, e João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto (via videoconferência) apresentaram o programa deste Ano Europeu da Juventude em Sacavém. 

Em 15 de setembro de 2021, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que a Comissão Europeia iria propor a designação de 2022 como Ano Europeu da Juventude. Passados 15 meses, o Ano Europeu da Juventude foi apresentado na Escola Secundária de Sacavém, sendo anunciado que as comemorações preveem conferências, eventos e campanhas de informação e promoção, envolvendo os jovens.

Esta iniciativa, integrada na European Action Week, que decorre a nível nacional, por várias escolas do continente e ilhas, é coordenada a nível nacional pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

Na apresentação, na Escola Secundária de Sacavém, a vice-presidente da Câmara Municipal de Loures, Sónia Paixão, salientou que «os objetivos do Ano Europeu da Juventude são também os objetivos do Município», sublinhando: «Queremos ouvir-vos mais e ir ao encontro das vossas preocupações e dos vossos projetos».

«Acreditem que tudo iremos fazer no concelho de Loures para criar novas e melhores oportunidades, assim como combater aquilo que são as desigualdades sociais que ainda existem», reforçou Sónia Paixão.

Por seu turno, o coordenador nacional do Ano Europeu da Juventude, Carlos Manuel Pereira, explicou que «as ideias subjacentes a este Ano Europeu», tem como objetivo «criar uma energia positiva, no sentido de contribuir para a sustentabilidade ambiental do planeta», bem como «aproveitar todo o potencial que existe na era da transição digital e fazer com que nos ajude a melhorar o nosso bem-estar, tirando o melhor proveito das tecnologias».





O coordenador lembrou, ainda, que este evento pretende «levar ao conhecimento dos jovens os programas e os recursos que estão disponíveis a nível europeu, nacional e local» e, ao mesmo tempo, «desafiar as organizações, municípios e demais entidades, a pensar na perspetiva dos jovens».

Já João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto, que participou na sessão através de uma mensagem em vídeo, enalteceu a importância do Ano Europeu da Juventude, tendo pedido uma maior envolvência dos jovens no seu próprio futuro, que se quer «mais ecológico, mais inclusivo e mais digital».

A sessão contou igualmente com as presenças de Eduarda Marques, Diretora Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IPDJ, Rui Maia, da Federação Nacional das Associações Juvenis, Ruben Felizardo, do Conselho Nacional de Juventude, e Carlos Candeias, diretor da Escola Secundária de Sacavém.

A iniciativa, que contou com um momento de conversa sobre as causas e as prioridades da juventude para a Europa, terminou com uma atuação com os rappers Kedy Santos e Pekagboom.

Quer comentar a notícia que leu?