ASSOCIAÇÃO JORGE PINA JÁ TEM NOVAS INSTALAÇÕES EM MARVILA

0

Ontem foi dia de festa no bairro do Armador, em Marvila, que recebeu os secretários de Estado da Juventude e Desporto e Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, para a inauguração da “Academia Jorge Pina”, dedicada ao desporto jovem e a portadores de deficiência física.

Nada melhor que a frase de Fernando Pessoa: «Deus quer, o homem sonha e a obra nasce» para falar da Academia Jorge Pina que, ontem, abriu portas no Bairro do Armador, em Marvila. Projeto da Câmara Municipal de Lisboa, em parceria com a Associação Jorge Pina, a Academia está instalada num antigo espaço devoluto com cerca de 1 700 m2, preparado para modalidades adaptadas e inclusivas, como o atletismo, as artes marciais e goalball, com a missão de promover e desenvolver atividades em prol da comunidade, inclusão social e combate à discriminação.

Como afirmou durante a cerimónia de inauguração, Jorge Pina, o pai desta iniciativa, após ter salientado o trabalho desenvolvido por Sónia Paixão, assessora do anterior executivo municipal, revelou: «Diziam que era um espaço grande, mas eu disse não, é do tamanho do meu sonho, para fazer os outros sonhar comigo».

O antigo pugilista de alta competição, que lembrou que «quem sonha em grande consegue realizar os seus sonhos», defendeu a necessidade de se alterar o pensamento que «quem é do bairro não pode sonhar e ser aquilo que pretende ser».

Na perspetiva de Jorge, «todos nós precisamos uns dos outros e, por isso, estamos sempre disponíveis para ajudar todos a concretizar os seus sonhos», sublinhando que a Academia está instalada num antigo espaço devoluto com cerca de 1 700 m2, preparado para modalidades adaptadas e inclusivas, como o atletismo, as artes marciais e goalball e «tem como missão promover e desenvolver atividades em prol da comunidade, inclusão social e combate à discriminação».

A inauguração contou com a presença do secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, da secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, de Carlos Moedas. Todos foram unânimes em elogiar o sonho de Jorge Pina que «elegeu» a inclusão social através do desporto para combater as desigualdades.


O secretário de Estado João Paulo Rebelo, entregou a bandeira da ética desportiva do IPJC a Jorge Pina, recordou que a Academia Jorge Pina já foi considerada, em 2017, como um dos melhores projetos de inclusão a nível europeu e, em 2021, a comissária Europeia convidou Jorge Pina para ser embaixador de desporto da União Europeia.

Já para a secretária de Estado Ana Sofia Antunes, também ela deficiente visual, defendeu que esta academia e o próprio Jorge Pina, que superou a sua deficiência, «ajudam as pessoas deficientes a encontrarem rumo para as suas vidas e a realizarem os seus sonhos».

Já o novo presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, referiu-se ao estilo de liderança de Jorge Pina, adiantando que a Comissária Europeia, Maria Gabriel, considerou «que Jorge Pina é aquele líder que faz avançar».

Na cerimónia, o presidente da Junta de Freguesia de Marvila, José António Videira, citou Jorge  Palma, na canção Bairro do Amor», para defender o papel que a Academia Jorge Pina tem tido na inclusão no bairro de Marvila, salientando que esta instituição está vocacionada para o envolvimento da comunidade na prática desportiva e atividades socioculturais, tendo em vista desenvolver e potenciar a autoconfiança, autonomia e responsabilidade na comunidade local.

Quer comentar a notícia que leu?