ESTACIONAMENTO À BORLA NO PARQUE DOS POETAS

0

Um novo parque de estacionamento em Oeiras foi hoje inaugurado pelo presidente da Câmara de Oeiras e custou 4 milhões de euros. Isaltino Morais aproveitou a ocasião para anunciar que vão ser construídos mais 1500 lugares de estacionamento.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, inaugurou hoje, quinta-feira, o novo parque de estacionamento do Parque do Poetas, uma obra que implicou um investimento de cerca de quatro milhões de euros, tendo anunciado que, nos próximos 60 dias, o parque será de utilização gratuita e, só depois, passará a vigorar a tabela de preços da Parque Tejo.

Constituído por dois pisos subterrâneos e com uma oferta de 321 novos lugares de estacionamento (280 lugares de veículos ligeiros, 31 lugares para veículos elétricos, 6 lugares para pessoas com mobilidade condicionada, 2 lugares para pessoas com mobilidade condicionada em veículo elétricos e lugares para motas), o Parque de Estacionamento do Parque dos Poetas era há muito ambicionado pelos visitantes do maior jardim urbano do concelho e também pelos moradores das zonas envolventes: Jardim dos Arcos, Figueirinha e outras áreas urbanas adjacentes.

Do ponto de vista de Isaltino Morais, que se encontrava acompanhado pela presidente da União de Freguesias de Oeiras, Paço de Arcos e Caxias, Madalena Castro, os benefícios desta nova oferta de estacionamento são evidentes, porque, para além de servir os moradores daquela zona urbana onde muitas edificações não têm parqueamento individual, serve para os visitantes do Parque dos Poetas e, também, vai «valorizar todo o território e o património imobiliário das zonas circundantes».

Para o autarca, a inauguração deste parque marca, de certa forma, uma nova fase do desenvolvimento do concelho que, já há algumas décadas, resolveu os principais «problemas sociais do concelho».

Isaltino Morais aproveitou a cerimónia para lembrar que Oeiras, onde ainda persistem alguns problemas habitacionais, foi um dos primeiros concelhos a erradicar as barracas, nos anos 90 do século passado, salientando que, neste momento, estão em curso vários programas, nomeadamente construção de habitação jovem, habitação municipal e de habitação de renda acessível.


Construir uma cidade passa por preencher os vazios das pessoas

Na ocasião, o autarca considerou que «é fundamental que procuremos preencher os vazios das pessoas» e, por isso, «em vez deste empreendimento podíamos estar a inaugurar um centro de saúde, um jardim, um arruamento, um viaduto, etc. Tudo pode ser feito, claro que com diferentes ritmos, mas há espaço para tudo e assim se constrói uma cidade e a harmonia social».

Porque, como explicou, «para se fazer cidade tem de haver conhecimento, criatividade, planeamento, operacionalidade e, claro, recursos financeiros», sublinhando que até ao final do ano serão criados, por todo o concelho, mais 1.500 lugares de estacionamento, designadamente em Paço de Arcos, Algés, Linda-a-Velha e Carnaxide.

Na perspetiva do presidente da Câmara Municipal de Oeiras, este novo parque de estacionamento mostra que, «neste novo ciclo de desenvolvimento, as coisas estão a acontecer», estando o município a investir na criação de «mais conforto urbano», salientando que as «transformações que vão ocorrer, nos próximos 5 anos, vão valorizar o «tecido urbano», o que vai permitir, paralelamente, promover também o património humano, relembrando que a autarquia tem apostado, nos últimos anos, na educação académica dos seus jovens.

«Em Oeiras, a partir do próximo ano, nenhum jovem vai deixar de poder ter acesso à universidade por razões financeiras. A Câmara vai dar bolsas de estudo a todos aqueles que não podem pagar propinas», afirmou Isaltino Morais.

Por último, fez questão de anunciar que o Parque de Estacionamento será gratuito durante os primeiros 60 dias, com condições especiais para as primeiras inscrições de avenças (24h, diurnas ou noturnas) e descontos que poderão ir até 20%, sobre o preço de tabela. (Consultar detalhes e inscrições no site da Parques Tejo: https://www.parquestejo.pt/

Oeiras Desporto 2020

Antes desta inauguração, Isaltino Morais presidiu a uma outra cerimónia, ali perto, junto ao Estádio Municipal Mário Wilson. Trata-se do conjunto escultório «Oeiras Desporto 2020», da autoria de João Duarte, que pretende homenagear o Desporto e, ao mesmo tempo, «cumprir» a linha estratégica do executivo oeirense de valorizar o território através da Arte Pública e aumentar o património artístico do concelho.

A escultura, com uma componente estética contemporânea, utiliza materiais duráveis como os aços corten e polido, não esquecendo e valorando a iluminação, que à noite se mostra presente e constituirá uma mais-valia para a zona e uma nova e inovadora leitura local.

No centro do espaço, está implantado um paralelepípedo em aço corten, que na sua parte superior, encontra uma esfera armilar estilizada com todos os elementos em aço inox, simbolizando o desporto no mundo, atingindo uma altura total é de oito metros.

Os outros elementos laterais são representados em tubo retangular em aço corten, com o respetivo centro vazado, também com a altura de oito metros que representam uma porta aberta ao futuro no Desporto, agora junto ao Estádio Municipal Mário Wilson.

Escreva aqui o seu comentário...