ISALTINO QUER MAIS PARQUES DE ESTACIONAMENTO E ACABAR COM CARROS NOS PASSEIOS

«Foi uma excelente jornada. No mesmo dia, inauguramos um parque de estacionamento em Linda-a-Velha (com 170 lugares de estacionamento), o Quintalão, em Algés, e, em Porto Salvo, “lançamos” o novo parque canino e as instalações renovadas no Estaleiro Sul», considerou Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, depois de um dia de várias inaugurações de equipamentos municipais, que vão contribuir para a melhoria das condições de vida das populações.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, inaugurou, nesta segunda-feira, 21 de março, o renovado Estaleiro Municipal Sul de Porto Salvo, destinado a trabalhadores do Município, o parque canino, também em Porto Salvo, o Quintalão de Algés, e o novo parque de estacionamento da Avenida Duque de Loulé, em Linda-a-Velha, que, como afirmou Isaltino Morais, «poderia ter sido inaugurado em agosto, mas por se estar em campanha eleitoral, a Comissão Nacional de Eleições não permitiu a sua inauguração, negando assim a Oeiras a hipótese de o inaugurar na data correta».

«Certo é que já se passaram estes meses e, só agora, nos foi possível inaugurar este novo parque de estacionamento de Linda-a-Velha, cujo investimento municipal foi de 471.547 euros, e nos permitiu criar 170 novos lugares de estacionamento, seis dos quais destinados a pessoas com mobilidade reduzida», salientou Isaltino Morais.

O presidente da autarquia, após defender que esta nova oferta de estacionamento veio suprimir uma necessidade da população local, anunciou a construção de novos parques de estacionamento que «vão permitir aos residentes estacionarem mais perto de casa e, ao mesmo tempo, retirar os carros de cima do passeio, promovendo-se uma maior mobilidade dos peões», que deixam de «ser obrigados a ir para o asfalto, por os passeios estarem ocupados com viaturas».

Na perspetiva do edil, a construção do futuro parque subterrâneo na zona da Avenida D. Pedro V, com capacidade para 400 lugares, vai «libertar e devolver esta artéria aos peões». O mesmo virá a suceder com a construção de um outro parque na Rua dos Lusíadas, com capacidade para 300 lugares de estacionamento.

Por seu turno, e em jeito de balanço «à jornada», a vereadora Joana Baptista, que tem a seu cargo os pelouros das Obras Municipais, Ambiente e Qualidade de Vida e Proteção Civil Municipal, realçou a importância destes equipamentos para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes, salientando que «a nova área canina em Porto Salvo, pronta deste agosto do ano passado, não foi possível ser inaugurada na altura, pelos motivos já referidos pelo presidente da câmara». Segundo a vereadora, «esta é a maior área canina de Oeiras, ocupando 300 metros quadrados, ao lado do Centro de Inspeção de Automóveis e do Mercado», recordando que este «é mais um espaço, onde os cães podem andar à solta, respeitando as normas de higiene e de socialização».





Como relata Joana Baptista: «após este evento, seguimos para a inauguração do Estaleiro Sul de Porto Salvo, que é uma obra iniciada no anterior mandato, inserida no âmbito das obras de requalificação do centro de Porto Salvo», e que irá garantir instalações sanitárias e zonas para armazenamento e funcionamento de alguns dos serviços operacionais do município, informou a vereadora, explicando que, deste modo, se centraliza e se operacionaliza a área central de Porto Salvo, em Vila Fria.

O novo espaço, a ser ocupado pelo departamento do Ambiente da autarquia, tem uma zona de refeitório, zonas de lavagem e reparação de contentores de resíduos urbanos e boxes para armazenamento de bens das unidades operacionais de diversos serviços. «Além disso, foi repavimentado todo o espaço exterior e substituída toda a vedação do lote», adianta.

Na prática, explicou, «temos as oficinas de Porto Salvo em Vila Fria e temos dois polos que foram requalificados», sublinhando: «não nos preocupamos apenas com a construção da nova sede administrativa da câmara, que implica um investimento de 50 milhões de euros, mas também com a operacionalidade dos nossos trabalhadores, criando-lhes melhores condições de trabalho».

Por último a vereadora referiu-se à inauguração do Quintalão, agora denominado “Quinta do Bicho da Seda”, em Algés, por sugestão dos munícipes, num investimento municipal de 955 mil euros (ver notícia).

Quer comentar a notícia que leu?