LISBOA | CARRIS COM NOVOS AUTOCARROS

0
A Carris colocou hoje em circulação os primeiros 15 autocarros da nova frota de 250 autocarros. Com esta nova aquisição vai passar a emitir menos 40% de partículas poluentes. Depois de dez anos sem qualquer aquisição, a Carris já tem em circulação os primeiros 15 autocarros da nova frota de 250 veículos, num investimento que ronda os 160 milhões de euros.

Estes 15 autocarros – confortáveis, mais ecológicos, onde já está disponível WI-FI gratuito – vão reforçar as carreiras 727 (Areiro/Restelo) e 728 (Portela/Restelo) e melhorar, significativamente, o serviço público de transporte e a qualidade do ar na cidade de Lisboa.Para completar um total de 250 autocarros (125 a gás natural), vão chegar em média 4 novos por semana a partir de Janeiro. Além do reforço das carreiras já existentes, a chegada dos novos autocarros permitem à Carris continuar o projecto de criação de mais Carreiras de Bairro.Com os 250 novos autocarros, a frota da Carris vai passar a emitir menos 40% de partículas poluentes, indo assim ao encontro do «compromisso assumido por uma cidade cada vez mais amiga do ambiente e pela saúde dos seus habitantes», adianta o presidente do Conselho de Administração da Carris, Tiago Farias, revelando, por outro lado, que «a Carris vai receber, brevemente, autocarros totalmente elétricos».

Com novos argumentos e um serviço que vai, cada vez mais, ao encontro das necessidades de quem se desloca em Lisboa, a Carris pretende «incentivar a mudança de hábitos e a tornar a mobilidade mais acessível na cidade. Para isso, é também essencial que as pessoas comecem a deixar o carro em casa.»Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, realçou que «todos os que vivem, visitam ou trabalham em Lisboa podem começar a dar o seu contributo para a mobilidade na Cidade e, sempre que possível, optar por soluções de transporte público e partilhado nas suas deslocações diárias.”

Segundo Fernando Medina, além de amigos do ambiente, os novos veículos oferecem “melhorias de horário e/ou percurso em 24 carreiras, criámos 5 novas carreiras de bairro e uma carreira de elétricos”, oferecendo aos passageiros rede wi-fi e uma nova aplicação para facilitar o serviço.

Para os novos autocarros, a empresa contratou este ano 220 novos tripulantes a que se irão juntar mais cerca de 200 em 2019.O presidente da Câmara de Lisboa referiu, ainda, que os «utentes da Carris vão beneficiar de um transporte público mais regular e com mais qualidade», salientando: «estamos a trabalhar em soluções de transporte flexível, com vários projetos-piloto, nas diferentes vertentes deste tipo de serviços, de forma a poder vir a testar os modelos que melhor se adequam à cidade de Lisboa. Neste âmbito, importa começar a projetar a cidade do futuro, com uma mobilidade ágil e fácil».O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Fernandes, após defender que os transportes públicos devem ser geridos pelas autarquias, realçou que no último Conselho de Ministros foram aprovados os projetos de expansão das empresas Metro de Lisboa e do Porto.

Para este alargamento, que deverá decorrer entre o próximo ano e 2023, está previsto um investimento superior a 307 milhões de euros, comparticipados em 107 milhões por fundos comunitários.





Leia e descarregue a edição Olhares de Lisboa nº 6 com noticias da Carris Metropolitana

OLHARES DE LISBOA Nº 6 | NATAL
[siteorigin_widget class=”Jetpack_Subscriptions_Widget”][/siteorigin_widget]

Escreva aqui o seu comentário...