LOURES TEM 13 ESCOLAS PARA FILHOS DE TRABALHADORES ESSENCIAIS

0

No seguimento da decisão do Governo de abrir 800 escolas para filhos de trabalhadores essenciais, a Câmara Municipal de Loures decidiu abrir 13 escolas de acolhimento para filhos de trabalhadores da linha da frente.

São 13 as escolas no concelho de Loures que estão aptas a acolher os filhos de trabalhadores essenciais durante o atual período de pausa letiva, tendo em conta a situação de calamidade decretada pelo Governo no quadro vigente da Covid-19 e da decisão do Ministério da Educação de ter em funcionamento uma rede de escolas de acolhimento com cerca de 800 instituições de ensino, «dando resposta a filhos ou outros dependentes de trabalhadores essenciais e a crianças e jovens sinalizados pelas CPCJ (Comissões de Proteção de Crianças e Jovens)».

Segundo o Governo, estas escolas também estão abertas para «fornecimento de refeições a alunos beneficiários da Ação Social Escolar ou que necessitem deste apoio», assegurando assim uma resposta educativa aos filhos ou outros dependentes a cargo dos profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, bem como de outros trabalhadores de serviços essenciais, cuja mobilização ou prontidão os impeça de prestar-lhes assistência.

Segundo a Câmara de Loures, enquadrado «neste esforço de apoio que a todos envolve», a rede solidária do concelho – que dispõe de creches – está igualmente a acompanhar a situação de crianças que estejam em idêntica situação».

De salientar ainda que alguns dos refeitórios escolares de Loures estão a assegurar, em média, perto de 150 refeições diárias (almoços) a crianças cujas famílias manifestem essa necessidade.

São as seguintes as escolas de acolhimento: Escola Básica de Apelação; Escola Básica da Bobadela; Escola Secundária Dr. António Carvalho Figueiredo; Escola Básica de Camarate; Escola Básica do Fanqueiro; Escola Básica Luís Sttau Monteiro; Escola Secundária do Arco-Íris; Escola Secundária de Sacavém; Escola Secundária de São João da Talha; Escola Básica de Santa Iria de Azóia; Escola Secundária José Afonso; Escola Básica General Humberto Delgado; Escola Básica do Catujal


 

Quer comentar a notícia que leu?