P.R. VISITA FARMACEUTICA EM LOURES E SERVIÇOS DE ÁGUAS EM ODIVELAS

0

Ontem, o Presidente da República esteve nos concelhos de Odivelas e Loures, tendo visitado os SIMAR, onde valorizou os trabalhadores dos serviços essenciais, e a farmacêutica Hovione, que está a produzir desinfetante.O Presidente da República, antes de decidir se prolonga ou não o estado de emergência, vai reunir com os líderes políticos na terça-feira. A revelação foi feita pelo próprio Marcelo Rebelo de Sousa, ontem de manhã, depois de visitar uma farmacêutica em Loures que está a produzir gel desinfetante para os portugueses.
«Vou ouvir os especialistas antes de ser tomada uma decisão política. Vão estar presentes o Presidente da República, o presidente da Assembleia da República (AR), o primeiro-ministro, a ministra do Trabalho e a ministra da Saúde, os líderes políticos e parlamentares de todos os partidos com assento na AR», anunciou Marcelo.
Por outro lado, o Presidente da República pediu aos portugueses que, no período da Páscoa, continuem a respeitar as normas de contenção para combate ao surto de covid-19, considerando que é uma tarefa coletiva que «Portugal está a vencer».
Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas após ter visitado a fábrica da farmacêutica Hovione, em Loures, acompanhado pelo ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, e pelo presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares.
No final da visita, perante os jornalistas, o Presidente da República deixou um pedido sobretudo aos cidadãos que não estão a trabalhar, numa altura em que se iniciam as férias da Páscoa.
«Agora que se aproxima o período da Páscoa, os que não estão a trabalhar e não têm de trabalhar, respeitem o apelo de contenção. É um apelo coletivo. No fundo, estamos perante uma tarefa coletiva, que estamos a viver, que estamos a vencer, porque a adesão dos portugueses é massiva, mas tem de continuar», declarou Marcelo Rebelo de Sousa.
«Não podemos perder aquilo que ganhámos na véspera ou na semana anterior. Estamos a ganhar o achatamento da curva, mas não podemos perder», disse.
Com esta visita a uma indústria do setor farmacêutico, o chefe de Estado disse que também pretendeu mostrar que «há portugueses que estão a trabalhar ao sábado e ao domingo» e, por outro lado, que a Hovione se encontra em laboração contínua na produção de medicamentos (parte para exportação) e de gel desinfetante.
«A economia mais a saúde não podem parar. Aqui estão muitos trabalhadores a trabalhar por Portugal», acrescentou.
Marcelo nos SIMAR
Marcelo Rebelo de Sousa, deslocou-se, também esta manhã, aos SIMAR – Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos de Loures e Odivelas, onde foi recebido pelo presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, para «acompanhar de perto o funcionamento destes serviços essenciais e valorizar os seus trabalhadores, neste período de crise».
Na visita foi destacada a importância das entidades e das estruturas que têm de continuar a assegurar as tarefas fundamentais da nossa sociedade e garantir a manutenção da saúde pública.
Para Hugo Martins, «este foi um importante incentivo que o Presidente da República veio deixar, junto de todos aqueles que garantem a recolha de resíduos sólidos urbanos e os piquetes de águas, nas circunstâncias possíveis, minimizando o doloroso impacto que a atual situação nos vem colocando a todos, sem exceção».