A 33ª EDIÇÃO DA AMADORA BD REALIZA – SE ENTRE OS DIAS 20 A 30 DE OUTUBRO

De 20 a 30 de outubro, o Amadora BD, considerado o maior Festival de Banda Desenhada em Portugal, volta à Amadora em três localizações distintas da cidade. Para já, estão abertas as inscrições para a Melhor Obra de Banda Desenhada de Autor Português, e que decorrem até dia 15 de setembro.

A relação Portugal – França será o tema do Amadora BD em 2022 e também a inspiração para a cenografia geral do evento, que se realiza novamente em formato descentralizado.

Desta forma, o Amadora BD 2022 volta a abrir as portas do Núcleo Central, no Ski Skate Amadora Park, que conta uma área alargada de 2.100 m2. A novidade este ano será uma nova zona dedicada ao gaming, que terá uma área coberta de 200 m2.

Este espaço gaming do Amadora BD (criado em parceria com a MagicShot), será palco de inúmeras iniciativas relacionadas com a banda desenhada: cosplay, jogos “arcade”, realidade virtual, videojogos, consolas, campeonatos, apresentações, entre outras.

Já a área expositiva (de 950 m2) vai acolher 10 exposições de autores nacionais e internacionais e a zona comercial alargada (com 950 m2) será palco de inúmeros lançamentos, sessões de autógrafos, apresentações e palestras. Estes três espaços completam a oferta do Amadora BD.

No entanto, a Galeria Municipal Artur Bual e a Bedeteca da Amadora – Biblioteca Fernando Piteira Santos irão ter patentes três exposições individuais.






A relação Portugal-França será o tema geral da edição 2022 do Amadora BD, mas também a inspiração para a cenografia geral do evento que, este ano, e a convite da direção do evento, contará com uma ilustração original de Juan Cavia, vencedor (a par com Filipe Melo) do prémio de Melhor Obra de BD de Autor Português nos PBDA em 2021.

O Amadora BD terminará com a habitual cerimónia de entrega dos Prémios de Banda Desenhada da Amadora (PBDA) que atribui um prémio pecuniário no valor de cinco mi euros à Melhor Obra de Banda Desenhada de Autor Português.

As candidaturas estão abertas até ao dia 15 de setembro, sendo que estes prémios visam distinguir e consagrar os autores de banda desenhada, através do incentivo à produção de obras provenientes deste género literário, em contexto nacional e com impacto internacional.

Os Prémios de Banda Desenhada da Amadora (PBDA) premiam, todos os anos, os melhores em várias categorias: Melhor obra de banda desenhada de autor português; Melhor obra estrangeira de banda desenhada editada em Portugal; Melhor fanzine / publicação independente; Melhor edição portuguesa de banda desenhada; e Prémio Revelação.

Este ano, podem ser candidatas aos PBDA todas as edições de banda desenhada (BD), com um mínimo de 30 páginas de BD, com distribuição comercial, e de 12 páginas de BD (no caso do fanzine), sem distribuição comercial, publicadas em Portugal, entre 1 de agosto de 2021 e 1 de agosto de 2022, considerando-se, em caso de dúvida, as datas de depósito legal ou a constante da respetiva ficha técnica.

Estas distinções promovem o interesse pela leitura, o enriquecimento artístico e cultural, o desenvolvimento social e o pensamento crítico. Os PBDA distinguem e consagram edições e personalidades nacionais e estrangeiras cuja atividade se desenvolve no âmbito da banda desenhada.

O Amadora BD, recorde-se, foi criado em 1989, sendo uma iniciativa da Câmara Municipal da Amadora, que tem por objetivo promover a banda desenhada e é organizado ininterruptamente desde a sua criação. O Amadora BD é considerado o mais importante festival de banda desenhada em Portugal e um dos mais aclamados a nível europeu.

A programação anual reúne autores, editores, agentes e colecionadores de diferentes nacionalidades em sessões de autógrafos, exposições, lançamentos, oficinas e apresentações. No âmbito do Amadora BD, os Prémios de Banda Desenhada da Amadora, distinguem, todos os anos os autores e os jovens que se destacam no panorama da Banda Desenhada.

Quer comentar a notícia que leu?