ABRIR PORTAS AOS MAIS VULNERÁVEIS

0

A Câmara Municipal de Lisboa apresentou o projeto ‘Porta Aberta’, cujo objetivo é ajudar as pessoas que vivem na capital e têm dificuldades, quer económicas, quer sociais, a encontrar um emprego.

Segundo o vereador da Educação e dos Direitos Sociais da Câmara de Lisboa, Manuel Grilo, trata-se de uma agência direcionada a grupos vulneráveis, como pessoas com dependência de drogas, trabalhadores do sexo, pessoas sem-abrigo, ou migrantes que tenham acabado de chegar a Portugal e ainda não tenham a sua situação regularizada.

Este projeto, segundo Manuel Grilo, além de ser «uma das respostas mais inovadoras que existe na cidade de Lisboa, é o primeiro passo para reconstruir a sua autonomia e independência económica enquanto membros da sociedade».

Manuel Grilo acrescentou que «as políticas públicas no combate à desigualdade têm de ir mais longe e é para isso que aqui estamos. Precisamos de iniciativas que, mais do que combater a desigualdade, garantam a igualdade de acesso aos direitos sociais».

Na prática, esta agência pretende fazer a ponte entre a pessoa que está à procura de trabalho – muitas vezes não consegue devido ao estigma social que existe – e a entidade empregadora, desenhando postos de trabalho à medida. A hipótese da criação de atividades independentes, ser a própria pessoa a identificar um possível negócio, também existe.

O projeto tem um financiamento de 150 mil euros da Câmara Municipal de Lisboa e vai ser desenvolvido em parceria com a BADL – Bairros Associação de desenvolvimento Local.