ALMADA VAI CONSTRUIR 164 CASAS PARA RENDA ACESSÍVEL

0

Na cidade de Almada vão ser construídos 164 apartamentos de renda acessível. Trata-se de um projeto do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), ainda sem data confirmada, em terrenos de que a autarquia é proprietária, estando previsto um investimento de 20,8 milhões para elaboração de projetos e construção de habitações.

O Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I. P., lançou a 20 de dezembro, dois concursos de seleção das equipas que irão elaborar os projetos para a construção de dois novos empreendimentos, em terrenos de que o instituto é proprietário, no município de Almada, num investimento que deverá rondar os 20,8 milhões de euros. Estas casas serão destinadas, na sua totalidade, a arrendamento acessível.

O Programa Preliminar prevê a conceção de um conjunto de projetos de arquitetura e respetivas especialidades para habitação a custos controlados em Almada, no âmbito do Projeto Habitacional de Almada Poente (PHAP).

Em causa estão dois empreendimentos, nomeadamente o conjunto habitacional “Casquilho Poente” (OP6), localizado entre a Estrada do Casquilho e a Rua da Bela Vista, com uma superfície total de 3.218 metros quadrados (m2) e uma área máxima de implantação de 627,00 m2, cujo valor estimado de construção é de 5.517.300,00 + IVA. As propostas devem ser entregues até 19 de fevereiro de 2022.

Já conjunto habitacional “Casquilho Nascente” (OP8), localizado entre a Estrada do Casquilho, a Rua dos Três Vales e a Avenida Torrado da Silva, no Plano Integrado de Almada, tem uma superfície total de 6.540 m2 e uma área máxima de implantação de 2.677 m2. Neste caso, o valor máximo para custo da obra são 11.319.200,00 + IVA, e a data limite para entrega das propostas termina a 6 de março de 2022.

O concurso público de conceção para a elaboração dos projetos é promovido pelo IHRU em associação com a Câmara Municipal de Almada, e conta com a assessoria técnica da Ordem dos Arquitetos – SRLVT.


Quer comentar a notícia que leu?