A União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, mais propriamente no Centro Comercial Alegro, foi o espaço escolhido pelo grupo Auchan para efetuar a sua mudança de marca e inaugurar um novo hipermercadoA transformação da marca Jumbo para a Auchan tinha sido anunciada no ano passado, com um investimento de 90 milhões de euros.  Deste valor, cerca de “40 a 50 milhões de euros” estavam destinados à mudança de marca e rebranding, sendo os restantes para «novas aberturas», como aconteceu na passada, quinta-feira, com a abertura do novo hipermercado no Centro Comercial Alegro, na Portela de Carnaxide, em Oeiras.

O lançamento da marcha Auchan e a inauguração desta loja na União de Freguesias de Carnaxide e Queijas efetuou-se no Centro Comercial Alegro, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, do CEO da Auchan Retail Portugal, Pedro Cid, e o presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queixas, Inigo Pereira.

Esta era uma mudança anunciada, mas que só entrou em vigor esta quinta-feira: todas as lojas Jumbo e Pão de Açúcar vão deixar o símbolo do elefante vermelho e passar a adotar a insígnia da cadeia francesa Auchan – que tem como símbolo um pássaro vermelho com contornos verdes. Esta mudança acontece passados 50 anos da abertura do primeiro hipermercado Jumbo em solo nacional, que introduziu o código de barras em Portugal.

No decorrer da cerimónia, o presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, realçou o facto de, «cada vez mais, existirem empresas a instalarem-se no concelho», lembrando que, em 1986, era «o Continente que deveria ocupar este espaço agora pertença da Auchan».

Do ponto de vista do edil, «a mudança de um conceito cria novas alegrias, novas esperanças e marca um novo ciclo de desenvolvimento» e, é essa filosofia e forma de estar que preside à criação da nova imagem de Oeiras, o Oeiras Valley.

Segundo Isaltino Morais, esta nova imagem «significa uma nova ambição de desenvolvimento para o concelho», recordando que, nos próximos 6 anos, o investimento público e municipal é de 400 milhões de euros e o investimento privado vai rondar os mil milhões de euros.

Para o autarca, «Oeiras deve transformar-se numa grande referência para o País», garantindo as «melhores condições de trabalho, habitação e educação aos munícipes e a quem trabalha no concelho».

Por seu turno, o CEO da Auchan Retail Portugal, Pedro Cid, realçou o facto de a marca Auchan dar emprego a mais de 9 mil trabalhadores, sendo liderada exclusivamente por portugueses.

Um outro aspeto realçado pelo responsável da Auchan é o facto de «89% dos seus produtos serem de origem portuguesa».

Novo hipermercado para Paço de Arcos

Mas, até ao final do ano, o grupo Auchan prevê abrir um hipermercado em Oeiras. A nova loja está a ser construída em Paço de Arcos.

O investimento envolvido na abertura deste espaço. «Durante o ano 2019 vamos continuar a apostar no formato de ultraproximidade e iremos ainda abrir mais um hipermercado Auchan em Lisboa», revela Ricardo Fonseca, diretor financeiro Auchan Retail Portugal, ao jornal.

A marca francesa já tem 28 MyAuchan em Lisboa, dos quais 15 abriram em 2018 e 7 este ano. São lojas mais pequenas que têm entre 200 e os 500 metros quadrados. Um formato que o grupo quer estender ao franchising.

 

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.