BANDAS VOLTAM A DESFILAR NA AV. DA LIBERDADE NO 1º DE DEZEMBRO

0

Hoje, quarta-feira, 19 bandas filarmónicas vão desfilar, na Av. Da Liberdade, nas cerimónias comemorativas do 1º de Dezembro, o que irá provocar o encerramento ao trânsito automóvel entre o Marquês de Pombal e o Rossio, entre as 12h45 e as 18 horas.

As Bandas Filarmónicas regressam à Avenida da Liberdade para o já tradicional desfile comemorativo do 1.º de Dezembro. Depois de um interregno de um ano, devido à pandemia, o Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas volta a encher de música a emblemática avenida lisboeta, mas ainda num formato reduzido em conformidade com as normas da DGS. Esta iniciativa resulta de uma parceria da Câmara Municipal de Lisboa e do Movimento 1º de Dezembro, organizada pela EGEAC.

São 19 as bandas que irão participar este ano (em 2019 foram 37 bandas), envolvendo músicos de várias gerações de bandas e agrupamentos vindos de diversos pontos do país. A Orquestra de Percussão de Mafra – Academia do Bombo (Mafra-Encarnação) e a Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana abrem este 9.º Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas que terá início, como habitualmente, junto à Estátua dos Combatentes da Grande Guerra, pelas 15 horas.

A Banda Musical e Artística da Charneca é a convidada deste ano para representar Lisboa, a cidade anfitriã desta iniciativa que visa homenagear e divulgar uma prática musical com mais de 200 anos e que, um pouco por todo o país, continua a desempenhar um importante papel na formação cívica e musical de crianças e jovens.

Com término na Praça dos Restauradores, o desfile culmina com a atuação da banda convidada, a interpretação conjunta dos Hinos da Maria da Fonte e da Restauração e também da versão integral do Hino Nacional, sob a direção do Maestro da Banda Sinfónica da GNR, Tenente-Coronel João Cerqueira.

Uma nota da Câmara Municipal de Lisboa avisa que irão ocorrer alterações no trânsito na Avenida da Liberdade. Esta via estará cortada à circulação entre o Marquês de Pombal e o Rossio, entre as 12h45 e as 18 horas, de dia 1 de dezembro.


 

Quer comentar a notícia que leu?