CAMINHADA PELAS DOENÇAS RARAS EM CASCAIS

A 3ª edição da Caminhada pelas Doenças Raras, que afetam cerca de 5 por cento da população mundial e mais de 300 milhões de pessoas, dos quais 70 por cento são crianças, realiza-se no próximo sábado em Cascais.

«Consciencializar a sociedade sobre as doenças raras, qual o seu impacto na vida das famílias afetadas, as dificuldades sentidas no seu quotidiano e incentivar investigadores e governantes a entender as necessidades daqueles que vivem com estas patologias», são os grandes objetivos da 3ª Edição Walk for Rare que se realiza sábado, em Cascais.

Organizada pela associação sem fins lucrativos Addapters Org e com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, a Walk For Rare, que já vai na 3ª edição, é uma caminhada solidária e, conforme salienta a Câmara Municipal de Cascais, «é um evento oficial do Rare Disease Day e é aberta à participação de todos, quer na sua modalidade presencial, a ter lugar no dia 26 de fevereiro, a partir das 10h30 na Baia de Cascais, ou na modalidade virtual, a partir de qualquer local do mundo, entre dia 25 e 28 de fevereiro, em que os participantes são desafiados a caminhar cerca de 2km e a partilhar as fotos das suas caminhadas nas redes sociais com os hashtags #JuntosSomosRaros e #WalkForRarePortugal».

Atualmente as doenças raras afetam cerca de 5 por cento da população mundial e mais de 300 milhões de pessoas, dos quais 70 por cento são crianças, vivem com uma ou mais das 6000 doenças raras identificadas em todo o mundo e para as quais ainda não existe cura.

Segundo esclarece a autarquia, «a ONU – Organização das Nações Unidas, elegeu o último dia do mês de fevereiro (28 ou 29) de cada ano para assinalar o Dia Mundial das Doenças Raras, uma iniciativa que procura dar visibilidade e despertar para o impacto que as doenças raras têm nas vidas de todos, dos doentes aos cuidadores e comunidade científica».





Quer comentar a notícia que leu?