CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO | WEB SUMMIT EM LISBOA

0

A Cimeira de Tecnologia e Inovação Web Summit fica em Lisboa durante os próximos 10 anos, havendo uma cláusula milionária de rescisão acordada para a possibilidade de haver quebras contratuais.

Numa cerimónia que juntou, no Altice Arena, o primeiro-ministro António Costa e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, Paddy Cosgrave, organizador da conferência, revelou que o investimento para a Web Summit é de 11 milhões por ano, ou seja, 110 milhões para os 10 anos, sendo a cláusula de rescisão do contrato de 340 milhões por cada ano não cumprido. O valor do investimento será repartido com a Câmara Municipal de Lisboa e retirado do Fundo de Desenvolvimento Turístico bem como de outras instituições do Ministério da Economia e Câmara de Lisboa.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, a expansão da FIL prevê a duplicação da capacidade expositiva. Primeiro, com uma solução provisória e depois com solução definitiva, explicou Fernando Medina. “Queremos aproveitar este momento para aumentar, mas também para fazer melhor”. A configuração física final ainda não está fechada, mas será encontrada uma solução no decorrer deste ano.

“O que a Web Summit tem feito pelo país: vai trazer mais investimentos, como já trouxe, da Google, da Zalando e outras empresas! Quanto é que isto custa? Os apoios anunciados são de 11 milhões por ano”, disse, por seu turno, o ministro da Economia, Caldeira Cabral. Em relação ao impacto que a conferência tem na economia, o ministro afirma que são superiores a 300 milhões de euros. “Mas depois também há as receitas fiscais, que só no último ano foram estimadas num valor superior a 30 milhões. Com o escalar deste evento para mais de 100 mil pessoas, podemos estar a falar de uma receita fiscal que paga várias vezes este apoio que estamos a dar”, afirmou.

CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO
Web Summit: Condicionamentos entre 4 e 9 de novembro na zona envolvente

No âmbito da realização da 3ª Edição da Web Summit, diversas artérias na envolvente do recinto do evento estarão sujeitas a condicionamentos à circulação, designadamente:






Interrupção total da circulação na Avenida do Atlântico até 3 de novembro, bem como da Alameda dos Oceanos (lado da FIL).

O lado superior fica sempre circulável até 4 de novembro.

– Das 10h00 de 4 de Novembro ao final do dia 8 – interrupção total da circulação na Rua do Bojador entre a Rotunda da Lágrima e a Alameda dos Oceanos.

– Entre 5 e 8 de novembro – interrupção total da circulação no lado norte da Avenida do Atlântico. No dia 5 entre as 7h00 e as 22h00, nos restantes dias entre as 7h00 e as 20h00.

– Entre 5 e 9 de novembro:

A Avenida Boa Esperança fica interrompida à circulação no troço entre a Rotunda dos Vice-Reis e a Torre Vasco da Gama.

A Avenida do Índico é encerrada à circulação entre a Alameda dos Oceanos e a Avenida Dom João II (mantém-se o acesso a cargas e descargas e ao parque de estacionamento do Centro Comercial Vasco da Gama).

– A ciclovia que garante a circulação no sentido Sul-Norte estará condicionada, mantendo-se operacional a ciclovia que habitualmente garante a circulação no sentido Norte – Sul e, excepcionalmente, em esquema bidireccional.

– Ficará também circulável a Alameda dos Oceanos, no sentido norte-sul, entre a Rotunda dos Vice-Reis e a Avenida do Índico.

Outros locais da cidade

Entre os dias 5 e 8 de Novembro, face aos eventos que decorrerão noutros pontos da cidade no âmbito da Web Summit e tendo em conta o elevado número de participantes, estão previstos os seguintes condicionamentos:

– 6 Novembro – Cais Sodré – Toda a zona que converge para a Rua Cor de Rosa estará condicionada ao trânsito entre as 20h00 e as 2h00 do dia seguinte (7 de Novembro).

– 7 de Novembro – LX Factory – Condicionamento de trânsito nos acessos à Rua Rodrigues Faria e, esporadicamente, na Rua 1º de Maio e Largo das Fontainhas entre as 19h00 e as 3h00 do dia 8.

Escreva aqui o seu comentário...