Santo Antão do Tojal, no concelho de Loures, está a comemorar, durante o fim-de-semana, o Dia Mundial do Turismo com a recriação da Feira Setecentista que contará com a «presença de El-Rei D. João V e da sua corte».

Santo Antão do Tojal volta a receber, durante o fim-de-semana, mais uma edição da Feira Setecentista. É nesta altura que as atenções se voltam para a Praça Monumental, em Santo Antão do Tojal, e se assiste à reconstituição histórica de uma Feira Setecentista.

Centenas de figurantes reproduzirão diversas animações da época: feira e desfile setecentista, malabaristas, gaiteiros, contadores de histórias, jogos tradicionais, danças palacianas, visitas animadas, entre muitas outras atrações

Na Feira Setecentista de Santo Antão do Tojal, em Loures, não falta animação de rua, jogos tradicionais, danças palacianas, artesanato, produtos regionais e até um cortejo noturno. O programa arrancou hoje, sábado, às 14.00, com uma exposição no Palácio dos Arcebispos e animação itinerante na Praça Monumental até depois das 23.00.

Assim, no primeiro dia de festa, destacam-se, por exemplo, as gaitas e folias populares, o duelo de esgrima, os pregões do século XVIII, a apresentação de danças da nobreza e, sobretudo, o cortejo noturno (21H 30), evocativo da passagem de D. João V por Santo Antão do Tojal.

Com entrada livre, esta iniciativa, promovida pela Junta de Freguesia de São Julião e Santo Antão do Tojal, é pensada para toda a família e promete um início de fim-de-semana animado, através de uma viagem encenada até à época setecentista. Além de animação de rua, há também tasquinhas para reconfortar o estômago, no Pátio do Palácio dos Arcebispos, no Pátio da Casa Paroquial e nas traseiras da Fonte Monumental.

Estes são motivos mais que suficientes para se juntar às centenas de figurantes, vestidos à época, para receber e «dar vivas» a El-Rei D. João V e da sua corte, que «hoje visitam», em cortejo noturno até à Praça Monumental, esta Feira Setecentista.

 

 

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.