ESPAÇO RSI DE CARNAXIDE INAUGURADO HOJE

0

O novo Espaço do RSI de Carnaxide, do Centro Social e Paroquial de Carnaxide, foi hoje inaugurado pelo presidente da Câmara de Oeiras e vai melhorar as condições de trabalho aos funcionários e «dar mais privacidades nos atendimentos».

«Existem pequenas obras que não precisam de milhões de euros para caírem no coração das pessoas e prestarem grandes serviços à comunidade», afirmou, hoje, Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, durante a cerimónia de inauguração do novo espaço RSI (Rendimento Social de Inserção), em Carnaxide.

Para Isaltino Morais a inauguração do espaço RSI (Rendimento Social de Inserção), na Praceta António Boto, n.º 50A, vai contribuir para que «haja mais coesão e paz social» e aperfeiçoar o «atendimento aos mais frágeis da nossa sociedade» que necessitam deste rendimento.

Este novo espaço, benzido pelo padre Pedro Coutinho, foi entregue ao Centro Social e Paroquial de Carnaxide, após obras de adaptação realizadas pela autarquia para o dotar de melhores condições de trabalho, com instalações adequadas às atuais exigências.

António Bexiga, diretor do Centro Paroquial de Carnaxide, depois de realçar «a prontidão com que a obra foi feita e a sensibilidade da autarquia para a necessidade de melhorar as condições de trabalho dos funcionários e do espaço de atendimento aos utentes», salientou que «as 12 pessoas que trabalham no espaço IRS passam a ter agora condições dignas de trabalho».

Do ponto de vista do responsável do Centro, não são só os funcionários que beneficiam, «as pessoas que recorrem a estes serviços também são beneficiadas, porque todos os utentes precisam de ser recebidas num espaço digno e com conforto».





Este equipamento, segundo defende António Bexiga, vai permitir «dar uma resposta mais adequada e pronta às necessidades das pessoas».

Papel social da Igreja

Por seu turno, Isaltino Morais, que se encontrava acompanhado pelo vice-presidente da Câmara, Francisco Gonçalves, pela vereadora dos Assuntos Sociais, Teresa Bacelar, e pelo presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, fez questão de realçar «o papel de intervenção social da Igreja», sublinhando que «a Câmara nunca se arrependeu de entregar equipamentos à Igreja».

Após aludir às péssimas condições de trabalho que os técnicos tinham, que não permitia privacidade no atendimento, o autarca revelou que esta intervenção do Município implicou um investimento total de 83.740 euros.

As obras melhoraram de «forma expressiva as condições de trabalho nas instalações», através da aplicação de materiais e equipamentos que permitem retirar maior rentabilidade das mesmas, nomeadamente a adição de mais uma casa de banho (com capacidade para cadeiras de rodas).

Os melhoramentos da instalação elétrica e de comunicações, com a criação de mais pontos de ligação, permitiu «uma iluminação mais adequada e confortável para utentes e funcionários.

Por outro lado, tendo sempre em vista a melhoria das condições de trabalho, foi criada uma pequena copa de apoio aos funcionários, instalado a rede de ar-condicionado, assim como, a substituição das caixilharias existentes, por outras de melhor desempenho energético.

Foi também intervencionado o espaço verde exterior, com a inserção de novas espécies e criada uma nova imagem, cromaticamente mais leve e harmoniosa, resultando num ambiente mais convidativo ao desempenho profissional.

Escreva aqui o seu comentário...