FESTIVAL SOL DA CAPARICA REGRESSA EM FORÇA A ALMADA

Está de volta o festival «d’Sol da Caparica que, uma vez mais, promete trazer, de 11 a 15 de agosto, ao Parque Urbano da Costa da Caparica, um cartaz que surpreende pela sua diversidade e qualidade, sempre enaltecendo a música de expressão portuguesa. Inês Medeiros, presidente da Câmara de Almada, apresentou os primeiros nomes que compõem o festival.

A presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês Medeiros, e o Grupo Chiado apresentaram esta manhã, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a 7.ª edição do Sol da Caparica. Do pop ao hip hop, do rock à música eletrónica, todos os géneros musicais vão estar presentes no Parque Urbano da Costa da Caparica, que recebe, entre 11 e 15 de agosto, a 7.ª edição d’O Sol da Caparica, que foi apresentado a bordo da fragata Don Fernando II e Glória, atracada em Cacilhas.

Inês Medeiros, que saudou todas as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher, não deixou de expressar o «seu contentamento pela realização, em agosto, deste festival, após dois anos de intervalo por causa da pandemia», lembrando que o Sol da Caparica é também um símbolo de paz e esperança num futuro melhor, apesar da situação de guerra que se vive na Ucrânia.

A autarca, assim como o Grupo Chiado, prometem  «cinco dias de muita adrenalina e espírito festivaleiro para público de todas as faixas etárias, ao som de: Calema, Clã, Fernando Daniel, Ive Greice, Jimmy P, Julinho KSD, Miguel Angelo, Tiago Bettencourt, Wet Bed Gang, dia 11 de agosto, Anna Joyce, Djodje, Richie Campbell, Syro, no dia 12, Branko, Cuca Roseta, Diogo Piçarra, Ivandro, Karyna Gomes, Nuno Ribeiro, Plutónio, ProfJam, Sam The Kid com Orquestra e Orelha Negra, Soraia Ramos e Amigos, Zeca Sempre, no dia 13, António Zambujo, Bispo, Cláudia Pascoal, Mafalda Veiga, Nelson Freitas, T-REX, a 14 de agosto e Ana Moura, Bárbara Bandeira, Maneva e Nenny no último dia do evento, entre outros».

O representante do Grupo Chiado, que distribuiu rosas brancas pela plateia. Num apelo ao fim da guerra entre a Ucrânia e a Rússia, revelou que, pela primeira vez, a música eletrónica vai estar presente em todos os dias do festival, com um palco próprio pelo qual vão passar vários Djs, como Buruntuma e Rich & Mendes, no primeiro dia, Dj Mandas, no dia 12, Dj Vibe, a 13 de agosto, Dj Zullu e Kura, no penúltimo dia e Djeff, Dj Vuddu e Vanco, no dia 15. Já pelo palco comédia, passam, entre outros, Fernando Rocha (11 de agosto), Gilmário Vemba (12), Hugo Sousa (13) e Aldo Lima (15 de agosto).

Após ter realizado «um reconhecimento especial a todos os artistas que se souberam reinventar e resistir ao Covid, dando esperança aos portugueses, Inês de Medeiros salientou o facto de, depois de dois anos de interregno, forçado pela pandemia COVID-19, o maior festival de verão dedicado à música de expressão portuguesa regressar à Costa da Caparica, para cinco dias de sol, mar, praia, boa música e muita animação!


Segundo a autarca, que referiu que «Almada nunca parou a cultura», a apresentação deste festival, que une artistas de vários países de expressão oficial portuguesa, foi feito a bordo da fragata D. Fernando II e Glória, porque este navio representa a «abertura ao mundo» e, simbolicamente, espelha a união e a amizade entre todos os povos de expressão oficial portuguesa.

Novidades

Entre as novidades desta edição é anunciada uma tenda eletrónica onde atuarão sets de DJ’s nacionais. Voltará ao recinto a Zona Graffiti, a Zona de Gaming será reforçada, a restauração alargada ao longo do espaço verde e a Zona Zen terá um lounge diferenciador.

Mantém-se o palco principal e o palco secundário, bem como os palcos comédia e dança e ainda o parque de desportos radicais.

O festival é uma produção do Grupo Chiado, em parceria com a Câmara Municipal de Almada (CMA) e volta a ser palco de promoção da região, assim como da música dos países de língua oficial portuguesa.

Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais. O bilhete diário custa 22 euros. Na manhã do dia 14 de agosto, dia da criança, a entrada custa 2,40 euros. Os passes custam 115 euros (todos os dias, com dia da criança e tenda eletrónica) ou 75 euros (todos os dias, sem tenda eletrónica).

Passes Familiares, Bilhetes e Passes “Maiores de 65 Anos” e “Recenseados do Concelho de Almada”: Desconto só disponível no Posto de Turismo da Costa da Caparica, mediante apresentação de prova documental, de 1 a 30 de junho 2022, com lotação limitada.

Quer comentar a notícia que leu?