FORTE DA TRAFARIA: DE PRISÃO MILITAR A INSTITUTO DE ARTES E TECNOLOGIAS

0

O Forte da Trafaria, antiga prisão militar até 1981, vai «transformar-se» num Instituto de Artes e Tecnologias, a ser criado pela Universidade Nova de Lisboa, anunciou hoje a Câmara Municipal de Almada.

A Universidade Nova de Lisboa (NOVA) vai instalar, no «Forte da Trafaria», um Instituto de Artes e Tecnologias, tendo já sido aprovado pela Câmara de Almada a proposta de celebração de um contrato para efeitos de constituição de direito de superfície a favor da NOVA do Forte de Nossa Senhora da Saúde da Trafaria, também conhecido por «Forte da Trafaria».

Com esta decisão do executivo almadense foi dado primeiro passo para que seja possível à instituição universitária ali instalar um Instituto de Artes e Tecnologias (IAT). A celebração deste contrato abrange as frações A, B e C do Bloco 1 deste imóvel municipal.

Segundo a edilidade, o direito de superfície «produz efeitos a partir da data da escritura pública que o constitua, em data ainda a agendar, e durará pelo prazo de 50 anos, podendo ser renovado por períodos sucessivos de 20 anos, mediante prévio acordo entre as partes, antes do termo do contrato ou de qualquer uma das suas renovações».

O Instituto de Artes e Tecnologias

O IAT é uma unidade académica da Universidade NOVA, dedicada à educação, formação, investigação e criação nas áreas de confluência das artes e das tecnologias, operando como um agente de investigação, criação e divulgação universal das artes e das tecnologias. Irá proporcionar as condições para a oferta de cursos formais em todos os graus, bem como cursos pós-graduados, de formação, especialização ou outros de qualquer duração que melhor respondam às necessidades identificadas para a área de atividade e aos objetivos deste novo instituto.





Este instituto orienta a sua atividade numa perspetiva de visão comum de integração plena deste com as instituições, a população e a malha urbana da Trafaria, o que deve refletir-se no seu funcionamento, arquitetura e colaborações futuras.

O «Forte da Trafaria»

Por seu turno, o «Forte da Trafaria» é um edifício muito relevante da história do concelho de Almada, funcionando, entre 1909 e 1981, como prisão militar e, não obstante as utilizações anteriores que lhe foram dadas, para o Município de Almada -adianta o comunicado – «é um monumento da história política recente que importa salientar e preservar».

O Edifício das Celas será simultaneamente um centro de arte ligado aos temas que definem a sua história e um espaço de memória que permita ao público conhecer a história e vivências do edificado. Nesse sentido pretende-se que seja um espaço dedicado à Liberdade, Justiça, Resistência e Utopia. Dimensões que estão também muito vinculadas à história do Município de Almada.

A requalificação do Edifício das Celas ficará a cargo da Câmara de Almada e o projeto de arquitetura vai ser desenvolvido em estreita articulação com o programa museológico e em diálogo com a comunidade e a história locais.

Escreva aqui o seu comentário...