ISALTINO MORAIS CONTRA DIREÇÕES GERAIS INAPTAS

0

O presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Inigo Pereira, foi o anfitrião das cerimónias comemorativas do 25 de Abril em Oeiras.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, denunciou, durante a sessão solene comemorativa do 25 de Abril, que decorreu no Auditório Rui de Carvalho, em Carnaxide, Oeiras, as «Direções Gerais inaptas, incapazes e incompetentes que não respeitam as orientações das tutelas, exercendo um verdadeiro veto de bolso às necessárias tomadas de decisão, bem como à sua identidade e cultura».

O presidente da Câmara de Oeiras mostrou-se indignado com a actuação da Direção Geral de Tesouro que tem colocado entraves à transferência de gestão de património edificado de interesse «cultural para a responsabilidade do município de Oeiras», nomeadamente a ex-Estação Agronómica Nacional com o seu conjunto edificado da Casa da Pesca, Cascatas do Taveira e do Ouro, Casa do Bicho da Seda e Pombal e o antigo Convento da Cartuxa.

Após as intervenções da presidente da Assembleia Municipal de Oeiras e dos representantes das oito forças políticas com assento na Assembleia Municipal, Isaltino Morais, no discurso de encerramento fez questão de salientar que o município tem verbas para investir na recuperação desse património, lamentando que os processos continuem «retidos na Direção Geral do Tesouro».

Realçando que existe um acordo «sobre o futuro deste património entre o município a os Ministérios da Agricultura, da Justiça e da Defesa», Isaltino Morais revela que a Câmara já dispõe da «respectiva dotação, que ultrapassará os 12 milhões de euros,» para o investimento na recuperação desse património.

Citando Santo Agostinho (um dos quatro doutores da igreja), Isaltino Morais lembrou que «herança representa um presente das coisa passadas, um presente das coisas presentes e um presente das coisas futuras» e, por isso, há o «dever de não esquecer o legado, o património, a herança e de ajudar a construir um futuro digno para o município de Oeiras».






Para o autarca, que recordou que muitas reuniões preparatórias da revolução dos cravos se realizaram em Oeiras, «celebrar o 25 de Abril é reviver momentos de uma incontida alegria e esperança! Porque o 25 de Abril nos devolveu a dignidade e nos trouxer a Liberdade e a Democraria».

É por esses motivos que Isaltino Morais afirma, com toda a clareza: «os altos padrões de desenvolvimento de todo o universo concelhio não toleram atitudes despiciendas de Direções Gerais letárgicas, mas autorizam os autarcas a levar por diante programas e políticas públicas que procuram satisfazer as necessidades dos mais desfavorecidos, admitindo ao mesmo tempo a cooperação, quer com outros municípios nacionais e quer com municípios de expressão portuguesa».

Entrega de carros à polícia e obras de requalificação

O Dia da Liberdade ficou também marcado pela entrega de seis viaturas ligeiras ‘Escola Segura’, uma viatura descaracterizada para a Brigada de Investigação Criminal e uma viatura polivalente/posto móvel à Divisão Policial de Oeiras e pela inauguração da obra de reabilitação do parque infantil e zona envolvente ao campo de jogos do Bairro do Pátio dos Cavaleiros, na mesma freguesia.

Esta obra, além de dar melhor suporte a infraestruturas, acessos, mobiliário urbano, elementos vegetais e equipamento de recreio, de jogo e desporto informal – campo de jogos de 35,00mX20,00m, parque infantil -, contém agora equipamento sénior, mais árvores, mais elementos e mais conforto. O valor desta operação de reabilitação e valorização do espaço público urbano é de €326.862,43 sem IVA e tem comparticipação financeira do Fundo Europeu de Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), PORTUGAL 2020, integrando-se no Contrato Local de Segurança de Oeiras.

A Câmara de Oeiras também procedeu ao lançamento da primeira pedra da empreitada do edifício da Sociedade Filarmónica Fraternidade de Carnaxide (Rua 5 de Outubro nº 6). Trata-se de uma obra de fundamental importância para a instituição e para a comunidade que a rodeia, promovendo a reabilitação do património edificado bem como a dinamização e revitalização das atividades socioculturais. Esta intervenção representa um investimento municipal de € 982.847,00 e tem um prazo de execução de 18 meses, prevendo-se a conclusão da mesma e atribuição à coletividade no 1º trimestre de 2021.Do programa das comemorações do 45º aniversário do 25 de Abril de 1974 também fizeram parte o tradicional Hastear das Bandeiras, frente aos Paços do Concelho, em Oeiras, a que se seguiu a Sessão Solene com homenagem a ex-autarcas do concelho, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide.

[Best_Wordpress_Gallery id=”138″ gal_title=”25 de Abril Oeiras”]

 

NOTA: Noticia a desenvolver na edição impressa “Olhares de Carnaxide e Queijas Nº 1

Descarregue e leia no seu computador ou telemóvel Olhares de Carnaxide e Queijas nº 0

Escreva aqui o seu comentário...