ISALTINO MORAIS INAUGURA OBELISCO AOS LIONS E RECEBE MEDALHA DE MÉRITO

0

O Lions Clube Internacional, fundado em outubro de 1917 nos EUA para promover as causas humanitárias, atribuiu a medalha de mérito internacional ao presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, pelo trabalho que tem tido à frente da autarquia. A entrega decorreu durante a inauguração de um obelisco aos Lions, na Av. Portugal, em Carnaxide.

Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, recebeu ontem uma medalha de mérito internacional, atribuída pelo Lions Clube Internacional, durante a cerimónia de inauguração do obelisco, em forma de pirâmide, de homenagem aos lions de Carnaxide, da autoria do escultor e também membro da Policia de Segurança Pública, Luís Araújo.

Segundo Joaquim Borralho, representante do Lions Clube Internacional, que entregou a medalha ao autarca, esta distinção pretende reconhecer o trabalho desenvolvido pelo edil em prol da melhoria das condições e qualidade de vida dos oeirenses, incentivando os princípios do bom governo e da boa cidadania.

Na cerimónia que contou ainda com a presença de Inigo Pereira, presidente da União de Freguesias de Carnaxide e Queijas, Joaquim Borralho fez o elogio de Isaltino Morais, salientando que este se tem interessado, ativamente, pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade.

Joaquim Borralho, após ter salientando os laços de cooperação existente entre os Lions e a Câmara de Oeiras, realçou que Oeiras é o terceiro concelho português, logo a seguir a Lisboa e Porto, a ter um maior número de Lions Clube.

Por seu turno, Isaltino Morais sublinhou que a inauguração do obelisco representa a «solidez dos lions e aquilo que são os seus valores e a disponibilidade para ajudar os outros», lembrando-se que, quando foi eleito presidente da autarquia, em 1985, os lions de Oeiras o «convidaram para jantar, para falarmos sobre questões relacionadas com a solidariedade e a promoção de melhor qualidade de vida para os munícipes».





Após defender que a grande visibilidade dos Lions, antes do 25 de Abril de 1974, se devia ao trabalho de solidariedade desenvolvido por esta instituição, que muitas vezes se substituiu ao Estado, Isaltino Morais defendeu que, nos nossos dias, essa visibilidade é menor, porque o Estado Central e as autarquias assumiram esse papel social, designadamente nos tempos de pandemia.

O autarca salientou os êxitos das politicas públicas no campo social, durante a pandemia, realçando que, em Oeiras, houve uma grande intervenção social junto das famílias, revelando que, até ao momento, a autarquia já despendeu 12 milhões e 600 mil euros com a pandemia.

Mas, como afirmou, essa disponibilidade financeira deve-se à política que incrementou nos últimos 30 anos, baseada num planeamento forte, que permitiu o crescimento económico do concelho.

Redistribuição da riqueza

Do ponto de vista de Isaltino Morais, a «riqueza granjeada» deve ser redistribuída através de politicas que criem mais conforto e qualidade de vida às pessoas. Para o autarca, uma grande parte dessa riqueza deve ser atribuída à educação, revelando que todos os jovens do concelho vão ter garantido o acesso à Universidade. «Vamos dar bolsas de estudo a todos que queiram ir para Universidade. Não vai ser por falta de dinheiro que os nossos jovens não continuam os seus estudos superiores», afiançou Isaltino Morais.

Por outro lado, o edil referiu-se ainda aos valores dos Lions Clube que incentivam «as pessoas bem-intencionadas a servir a suas comunidades sem benefício financeiro, estimulam a eficiência e promovem elevados padrões éticos no comércio, na indústria, nas profissões, nos serviços públicos e nos empreendimentos particulares».

O Lions Clubs International é uma organização internacional de clubes de serviço cujo objetivo é promover o entendimento entre as pessoas em uma escala internacional, atender a causas humanitárias, e promover trabalhos voltados a comunidades locais. Em 2018, contava com mais de 47 mil clubes locais em 210 países e 1,5 milhões de membros, que tem contribuído para a construção de hospitais, equipamentos escolares, a criação de workshops para jovens com deficiência física, prestação de ajuda em enchentes, entre outros.

Fundada nos Estados Unidos em 10 de outubro de 1917, por Melvin Jones, o Lions Clubs International foi uma das primeiras organizações não-governamentais convidadas a auxiliar na elaboração da Carta da ONU, trabalhando Organização das Nações Unidas desde a sua fundação em 1945 para levar ajuda aos necessitados de todo o mundo. Em 2007 o Lions Clubs International foi escolhido como a melhor ONG do mundo pela ONU, tendo sido também em 2016 indicado para o prêmio Nobel da Paz 2017.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here