Juntos por um Natal melhor | UNIÃO DE ALGÉS, LINDA-A-VELHA, CRUZ QUEBRADA E DAFUNDO EM APOIO DO COMÉRCIO LOCAL

0

Cerca de 70 empresas já aderiram ao Guia do Comércio Local da União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha, Cruz Quebrada e Dafundo que pretende uma maior adesão de todos os comerciantes e empresários locais de forma a criar pontes entre comerciantes e clientes.

De modo a estimular e a dinamizar a atividade económica, a União das Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada-Dafundo criou um diretório comercial, grátis e online, com o objetivo de dar a conhecer, promover e divulgar o comércio tradicional e os diferentes serviços prestados pelas empresas sediadas no território da União de Freguesias.

Na plataforma “União perto de si” é possível consultar os estabelecimentos comerciais existentes na freguesia, a sua localização, bem como os horários e serviços que prestam, incentivando dessa forma o re(encontro) entre comerciantes e fregueses.

Esta medida de apoio ao comércio local, como salienta o presidente da União de freguesias, Rui Teixeira, pretende reforçar a presença online do comércio e das empresas locais e, paralelamente, lançar o repto a todos os residentes para que realizem as suas compras nos estabelecimentos comerciais da freguesia, numa altura em que a situação pandémica e as novas tendências de consumo alteraram de forma radical as vendas do comércio tradicional.

Aliás, na perspetiva de vários empresários de Algés, nomeadamente de Gonçalo Baião, do restaurante Horácio , em Linda-a-Velha, que já há 12 anos utiliza as plataformas digitais, esta é mais uma ferramenta que «o comercio local da União de Freguesias tem disponível para chegar aos seus clientes e divulgar os seus produtos e serviços».

A plataforma a «União perto de si», segundo Gonçalo Baião, «permite uma maior divulgação das atividades empresariais», sendo um elo de ligação entre o comércio tradicional e a população.





Gonçalo Baião, que viu reduzido de 86 para 43 os lugares no seu restaurante, reconhece que a plataforma a «União perto de si» conseguiu, de certo modo, ‘angariar’ mais clientes para o seu restaurante que, ‘apesar de tudo’, manteve os 11 postos de trabalho.

Antes da pandemia, salienta, «não fazíamos entregas domiciliárias, apesar de já praticarmos o takeaway. Só no estado de emergência é que comecei a realizar entregas», admitindo que as plataformas digitais, nomeadamente a «União perto de si», lhe permitem «uma maior visibilidade» no mercado.

Mais clientes

A mesma opinião é partilhada pelas irmãs Cordeiro, da Livraria e Papelaria Espaço, de Algés, fundada em 1964 pelos pais das atuais proprietárias.

Segundo Liliana Cordeiro, apesar da «Espaço ter um mercado muito próprio e diversificado», um facto é que esta plataforma permite uma maior visibilidade junto dos residentes no concelho.

«Resiliência» é a ‘palavra-chave’ das irmãs Cordeiro para explicar a sua adesão a esta plataforma da União de Freguesias. Do ponto de vista de Liliana, Elsa e Marisa Cordeiro, os apoios que têm sido concedidos pela câmara, com a aquisição de livros, e pela União de Freguesias, colocando meios digitais para a promoção do comércio tradicional, têm sido importantes para «aliviar» as sequelas económicas provocadas pela pandemia.

Liliana Cordeiro lembra que, neste espaço existiram vários ‘tipos’ de tertúlias, nomeadamente um clube de leitura, horas de conto e oficinas de expressão, suspensos por causa da pandemia, adianta que este «é um local inter-geracional», frequentado por todos os «amantes da leitura» que, aí, podem encontrar todo o género de livros, desde os clássicos aos modernos.

Já para os responsáveis da Farmácia Nova Moderna, houve «uma necessidade de nos adaptarmo-nos às restrições impostas pela pandemia» e, por isso, em colaboração com a União de Freguesias «começamos a fazer a distribuição domiciliária dos medicamentos».

Contudo, como salienta uma das responsáveis, «no inicio do confinamento, notámos um acréscimo de clientes que, habitualmente, não se deslocavam à nossa farmácia».

Neste momento, uma das preocupações desta farmácia prende-se com a falta de vacinas para a gripe. «Já não temos vacinas gratuitas e estamos a aguardar a entrega de vacinas, a serem pagas pelos utentes», afirmam, defendendo, todavia, que o «apoio concedido pela Câmara de Oeiras e pela ARS de Lisboa Ocidental e Oeiras foi importante para a vacinação das pessoas com mais de 65 anos de idade».

A «União perto de si»

Entretanto, como informa a União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha, Cruz Quebrada e Dafundo, continua acessível para a recolha de toda a informação disponibilizada pelo comércio local e pelas empresas da freguesia.

Assim, as farmácias e clínicas de saúde, óticas, minimercados e mercearias, pronto a vestir ou ourivesarias, barbeiros e floristas, alguns dos estabelecimentos que já se encontram neste guia, vão continuar a ter «um espaço aberto» neste diretório.

Esta plataforma é um sinal de confiança, numa quadra que representa «o espírito de paz e harmonia entre todos» e que vai permitir com «muita resiliência afirmar o comercio tradicional da União de Freguesias como um ‘farol’ de esperança em melhores dias».

A plataforma está disponível «a todos os comerciantes que o queiram integrar». Contacte os serviços da União de Freguesias: geral@uniao-alcd.pt | Telefone : 21 411 83 80

Escreva aqui o seu comentário...