LISBOA «ESTENDE» A RUA É SUA DE BENFICA A S. BENTO

0

A pandemia do novo coronavírus determinou mudanças não apenas no quotidiano da sociedade, mas também na organização das cidades. Lisboa não é exceção e adaptou o programa ‘A Rua é Sua’, dando mais «espaço» as pessoas e ao comércio local.

A Rua Cláudio Nunes, em Benfica, é a mais recente via pedonal de Lisboa a fazer parte do programa ‘A Rua é Sua’, que prevê o alargamento de passeios e de áreas de espera e ainda a criação de ruas exclusivamente pedonais.

Assim, num troço de 70 metros, entre a Rua Ernesto da Silva e a Estrada de Benfica, a Rua Cláudio Nunes tem agora mais espaço para as pessoas e para o comércio local. Por isso, aproveite este fim-de-semana, que promete ser «acalorado», para usufruir do «fresco» proporcionado pelas esplanadas e «fazer compras» no comércio local, «integrando-se» na ‘Rua é Sua’.

Desde junho que a Câmara de Lisboa implementou este programa, já em vigor em artérias da cidade como a Rua dos Bacalhoeiros (Baixa), Rua Cláudio Nunes (Benfica) ou Rua Nova da Trindade (Chiado).

Entretanto, o programa alargou e, no primeiro fim-de-semana de agosto, os lisboetas foram «surpreendidos» com o encerramento da Rua Poço dos Negros e da vizinha Rua Silva, em S. Bento, ao trânsito automóvel, que se «juntaram» a este programa municipal, que tem devolvido algumas ruas aos peões, pelo menos até ao final do ano.

Desta forma, até 20 de setembro, todos os sábados e domingos, entre as 11.00 e as 23.00, a Rua da Silva (que liga a Poço dos Negros ao Largo do Conde Barão) e a Rua do Poço dos Negros (no troço entre a Avenida Dom Carlos I e a Rua dos Mastros) vão ser pedonais.





Passeios mais confortáveis e seguros

Passeios mais confortáveis e seguros, apoio ao comércio local com aumento das áreas das esplanadas, mais espaços com sombra, e promoção de intervenções de arte urbana efémeras ou permanentes, são alguns dos objetivos do programa.

Por outro lado, segundo a autarquia lisboeta, a Avenida da Igreja, zona do Mercado de Arroios, Rua de Belém, Largo de Sapadores, Alameda das Linhas de Torres ou Avenida 5 de Outubro, são outras zonas onde vão existir intervenções para dar mais espaço aos peões, com a criação de esplanadas e alargamento de passeios.

As medidas inserem-se no pacote anunciado por Lisboa para o período pós pandemia e foram anunciadas pelo presidente da autarquia, Fernando Medina. O programa, batizado de ‘A Rua é Sua’, junta-se a um outro ‘Lisboa Ciclável’, que visa o alargamento da rede de ciclovias e a atribuição de apoios para compra de bicicletas pelos lisboetas.

No caso das intervenções nas ruas, há mesmo algumas que ficarão totalmente fechadas ao trânsito, caso da Rua Nova da Trindade, que passa a ser apenas pedonal. Já a Rua de São Pedro de Alcântara ficará reservada apenas a transportes públicos e a peões.

Estas iniciativas inserem-se «num contexto em que precisamos de ter mais distanciamento, seja numa fila de um supermercado, de um restaurante, de um equipamento cultural», mas pretendem também ser um «apoio ao comércio local e de proximidade, tão atingidos por esta pandemia», explicou Fernando Medina.

Está, assim, prevista a desobstrução e alargamento de passeios, renovação e instalação de sinalética e aumento de zonas de circulação exclusivamente pedonal sempre ou em determinados dias ou horários. No total, «estão previstas mais de uma centena de intervenções em toda a cidade», sempre com o princípio de «aumento de zonas pedonais, de zonas de esplanada, mais espaço para distanciamento».

Escreva aqui o seu comentário...