«Hoje é tempo de celebrar a partir de casa, da nossa cidade, a conquista do título do Benfica» afirmou Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, que expressou também o desejo de o Sporting conquistar a Taça de Portugal.Pela terceira vez, em menos de um mês, celebraram-se nos Paços do Concelho da Câmara de Lisboa as conquistas, pelo Sporting, dos campeonatos europeus de futsal e do Hóquei Patins e, agora, foi a vez do Benfica celebrar «a reconquista dentro da reconquista» do título de campeão.

Durante a receção do plantel do Benfica na Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, presidente da autarquia, enalteceu o quinto título de campeão dos últimos seis anos e considerou Lisboa como a capital dos benfiquistas, não esquecendo de defender que os Paços do Concelho são também «do Belenenses, do Fófó, do Marvila e de outros clubes» da capital.

Fernando Medina, que fez questão de realçar que os Paços do Concelho são de todos os clubes desportivos de Lisboa, começou por saudar «o plantel e os benfiquistas por esta conquista. Hoje é tempo de celebrar a partir da casa da nossa cidade. Parabéns Benfica, o campeão voltou!».

Durante o seu discurso, o autarca congratulou a equipa das águias por mais esta vitória, sublinhando: «Hoje é tempo de celebrar a partir de casa, da nossa cidade. Parabéns Benfica».

«O campeão voltou! Espero que todos se sintam bem recebidos aqui e se algum dos mais novos precisar de ajuda podem pedir ao Jardel, Fejsa, André Almeida ou ao Salvio, pois os quatro tetracampeões do plantel já conhecem bem os cantos desta casa», afirmou o autarca.

Medina também não se esqueceu do treinador referindo que «houve uma liderança que foi referência. Bruno Lage mostrou ser o homem que os jogadores e adeptos precisavam, a sua simplicidade desarmou e conquistou os muitos milhões que ainda não o conheciam. A sua postura fora do relvado não é menos merecedora do que o que celebramos aqui hoje».

Pelo caminho, enalteceu o contributo de Bruno Lage, dentro e fora dos relvados: «Tem esse mérito de ter trazido um discurso que aponta para o respeito dos adversários. Sem eles não há competição. Há que valorizar uma nova cultura de relacionamento. Os adversários não são inimigos.»

Antes de falar da dimensão internacional do Benfica, Fernando Medina lembrou que o clube é também uma extensão e uma referência da cidade. «A comemoração já se fez em vários pontos do mundo, hoje é na casa dos clubes de Lisboa», sublinhou Fernando Medina, para de seguida oferecer uma versão vermelha do popular Santo António.

Por seu turno, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, fez questão de salientar que o «SLB é uma marca global, com adeptos em todo o mundo, que agora conhece melhor a nossa famosa escola de formação. Um exemplo de como se prepara o futuro. É a vitória da juventude, de um clube vivo, com rumo estratégico para nos trazer a esta praça muitas mais vezes».

 

Quer comentar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.